Atuação profissional na percepção dos discentes de biblioteconomia da Universidade Federal do Estado do Rio De Janeiro: investigações sob os papéis de chefe ou líder

Autores

  • Alex Medeiros Kornalewski Fundação Oswaldo Cruz.
  • Francisco Ramos de Farias Fundação Getúlio Vargas

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1981-0695.2020v15n4.56591

Resumo

O presente artigo tem por objetivo principal verificar qual o entendimento dos discentes do Curso de Biblioteconomia, do turno matutino da Universidade Federal doEstado do Rio de Janeiro, no que tange às funções institucionais que o bibliotecário podedesempenhar no âmbito do papel de chefe e/ou líder. Além disso, pretende-se tambémverificar quais são as possibilidades de atuação profissional que os estudantes vislumbrampara o profissional bibliotecário. A metodologia se baseia na análise de conteúdo dasrespostas que os discentes forneceram em uma atividade, de caráter não obrigatório,proposta em sala de aula. Apesar de ser uma atividade extra, a mesma contribuiria para aavaliação da disciplina intitulada Introdução à Psicologia. Como resultados argumenta-seque o bibliotecário é eminentemente percebido como líder, contudo há limites em relaçãoàs possibilidades de inserção profissional, pois as respostas dos discentes oscilam emapenas um local de atuação: a própria biblioteca.

 

Palavras-chave: Educação. Memória. Bibliotecário. Análise de conteúdo.

 

Link: https://revista.acbsc.org.br/racb/article/view/1712

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alex Medeiros Kornalewski, Fundação Oswaldo Cruz.

Bacharel em Biblioteconomia e Gestão de Unidades de Informação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2012). Mestre em Memória Social pelo Programa de Pós-Graduação em Memória Social, vinculado a linha Memória e Patrimônio pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (2015). Doutor em Memória Social pelo Programa de Pós-Graduação em Memória Social, vinculado a linha Memória, Subjetividade e Criação pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (2016). Especialista em Informação Científica e Tecnológica em Saúde pela Fundação Oswaldo Cruz (2015) e bibliotecário no Centro de Estudos sobre tabaco e Saúde da Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca, da Fundação Oswaldo Cruz.

Francisco Ramos de Farias, Fundação Getúlio Vargas

Bacharel e Psicólogo pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1978), Especialista em Psicologia Clínica pela Universidade bFederal do Rio de Janeiro, Mestre em Psicologia, área Motivação e Aprendizagem pela Fundação Getúlio Vargas - RJ (1983) e Doutor em Psicologia, área Psicologia Cognitiva, pela Fundação Getúlio Vargas - RJ (1987).

Publicado

2020-12-23

Edição

Seção

Resumos de artigos científicos