Avaliação da implementação da Política Nacional de Saúde Integral à população LGBT em um município da região Sudeste do Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1981-0695.2020v15n4.56643

Resumo

A população LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais), por não se encaixar nos padrões
heteronormativos, recebe um tratamento pejorativo e excludente, o que limita o acesso aos serviços de
saúde. Este estudo tem como objetivos avaliar a implementação da Política Nacional de Saúde Integral à
População LGBT (PNAIPLGBT) na atenção básica de saúde e compreender o conhecimento de enfermeiros
da Estratégia Saúde da Família acerca da diversidade sexual e da homofobia. Trata-se de um estudo
descritivo, exploratório e de natureza qualitativa. Os participantes relatam ausência ou limitação de
conhecimento sobre a PNAIPLGBT. Assim, a falta de conhecimento sobre o público LGBT e o despreparo
dos profissionais de saúde para acolher o público em questão resultam na restrição do acesso da população
LGBT aos serviços de saúde, o que afeta diretamente na realização da Política Nacional de Atenção Integral
à População LGBT.


Palavras-chave: Enfermagem em saúde comunitária. Minorias sexuais e de gênero. Sexualidade. Políticas
públicas. Atenção primária à saúde.

 

Link: https://www.reciis.icict.fiocruz.br/index.php/reciis/article/view/1712/2358

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nilo Plantiko Guimarães, Universidade Federal do Espírito Santo

Graduação em Enfermagem pela Universidade Federal do Espírito Santo.

Rafaela Lirio Sotero, Universidade Cândido Mendes.

Especialização em Enfermagem do Trabalho e Saúde Ocupacional pela Especialização em Enfermagem do Trabalho e Saúde Ocupacional pela Universidade Cândido Mendes.

João Paulo Cola, Universidade Federal do Espírito Santo

Mestrado em Saúde Coletiva pela Universidade Federal do Espírito Santo.

Suzana Antonio, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Mestrado em Enfermagem pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Heletícia Scabelo Galavote, Universidade Federal do Espírito Santo

Doutorado em Saúde Coletiva pela Universidade Federal do Espírito Santo.

Publicado

2020-12-27

Edição

Seção

Resumos de artigos científicos