Educação, Saúde Pública e Teoria da Comunicação: o curso de pós-graduação em Comunicação e Saúde da ESP-MG

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1981-0695.2020v15n4.56648

Resumo

A interface entre a comunicação e a saúde é construída coletivamente, envolvendo uma miríade de
interlocutores em contextos sociais determinados, com o objetivo final de tornar efetivos os direitos à
comunicação e à saúde, previstos na Constituição Federal de 1988. Para promover este encontro, bem
como capacitar profissionais de ambas as áreas, a Escola de Saúde Pública de Minas Gerais (ESP-MG)
oferece o curso de Pós-graduação em Comunicação e Saúde, no qual a disciplina Teorias da Comunicação
tem destaque, uma vez que é primordial conhecer os fundamentos da comunicação humana e a dinâmica
da Comunicação Social, com ênfase no campo teórico-prático conhecido como Comunicação e Saúde
(CeS). Este artigo relata a experiência do curso a partir da disciplina Teorias da Comunicação, de modo
a situá-la como conhecimento essencial não somente para os comunicadores, mas também para os
profissionais de saúde.

 

Palavras-chave: Comunicação.  Educação. Saúde pública. Teorias da comunicação. Pós-graduação.

 

Link: https://www.reciis.icict.fiocruz.br/index.php/reciis/article/view/1845/2365

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cláudia Chaves Fonseca, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais

Doutorado em Educação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

Jean Alves de Souza, Fundação Oswaldo Cruz

Mestrado em Ciências pela Fundação Oswaldo Cruz.

Publicado

2020-12-27

Edição

Seção

Resumos de artigos científicos