O reflexo da transformação digital nas atividades e conhecimentos requeridos nos concursos públicos para profissionais da Informação no Brasil

Autores

  • Francisco Carlos Paletta Universidade de São Paulo
  • José Antonio Moreiro-González Universidade Carlos III de Madri

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1981-0695.2020v15n4.56678

Resumo

Neste trabalho se analisam e valoram as atividades e os conhecimentos relacionados com a transformação digital que se descrevem nos editais dos concursos públicos aparecidos entre 2015 e 2019 para profissionais da informação. Objetivo: Avaliar se o sistema utilizado pelas administrações públicas brasileiras nos concursos de seleção dos profissionais da informação considera suficientemente as atividades a desenvolver e os conteúdos a praticar num cenário digital. Metodologia: Selecionam-se os concursos públicos desde a base de dados PCI Concursos. Também com o contributo de RBO-assessoria pública e de vários CRBs. Quando necessário se consultaram os organismos convocadores. De cada edital se recolhem os dados de identificação, as atividades a desenvolver e os conhecimentos requeridos, e se esvaziam em tabelas dinâmicas Excel. A organização das atividades extraídas se faz desde os macrotermos do Euro-referencial I-D. Pela sua parte, os conhecimentos solicitados se categorizam desde uma síntese de propostas de indicadores da gestão da informação no âmbito digital. Resultados: Os resultados se apresentam em esquemas por setores de atividade pública (universidades, institutos federais, prefeituras, fundações e outros) e segundo o tipo de vagas identificadas (arquivista, auxiliar de arquivo, técnico de arquivo, auxiliar de biblioteca, auxiliar de catalogação, bibliotecário-documentalista, bibliotecário e museólogo). Conclusões-recomendações: As atividades a serem desenvolvidas e ainda mais os conteúdos que são valorizados nos testes em relação a transformação digital tem nos editais uma atenção escassa. Pelo que se recomenda sua revisão aprofundada, a melhora de sua descrição e o compromisso conjunto das instituições que convocam os concursos, dos centros que os geram e dos próprios CRBs. Assim como a aproximação entre a proposta de conteúdos comuns obrigatórios na formação universitária e as exigências profissionais para o setor público.

 

Palavras-chave: Profissionais da informação. Concursos públicos. Atividades profissionais. Conhecimentos específicos. Transformação digital.

 

Link: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/ies/article/view/52154

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francisco Carlos Paletta, Universidade de São Paulo

Docente permanente no Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação. Universidade de São Paulo, Brasil. Departamento de Biblioteconomía y Documentación UC3M, Espanha

José Antonio Moreiro-González, Universidade Carlos III de Madri

Catedrático de Biblioteconomia e Documentação Universidade Carlos III de Madri, Espanha. ORCID http://orcid.org/0000-0002-8827-158X. E-mail: jamore@bib.uc3m.es

Publicado

2020-12-21

Edição

Seção

Resumos de artigos científicos