Revistas científicas brasileiras em Acesso Aberto de visibilidade internacional: estudo baseado no Fator de Impacto

Autores

  • Edna da Silva Angelo Universidade Federal de Minas Gerais
  • Marlene Oliveira Universidade de Brasília

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1981-0695.2020v15n4.56684

Resumo

Em virtude da importância do acesso à informação para o desenvolvimento social, e sendo o Brasil apontado como o país com maior número de publicações científicas em Acesso Aberto, o objetivo é analisar as características das revistas científicas brasileiras de Acesso Aberto que obtiveram Fator de Impacto entre
os anos de 1997 e 2017. Caracteriza-se como uma pesquisa descritiva e exploratória com abordagem quali-quantitativa, e a fonte de coleta dos dados foi o Journal Citation Reports e a página web dessas revistas. Constatou-se que 150 publicações periódicas de Acesso Aberto obtiveram Fator de Impacto; a maioria possui no título o termo “Brasil” ou algum estado brasileiro; publica apenas trabalhos em inglês; aborda as temáticas Ciências das Plantas e Ciências Veterinárias; possui a frequência de publicação trimestral, com periodicidade continuada/atualizada, sendo editada por sociedades profissionais e localizada em São Paulo. Ademais, grande parte adota o modelo Acesso Aberto dourado puro; é patrocinada pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); não menciona o uso de redes sociais em suas páginas; 54% cobram taxa para publicação. O panorama delineado contribui para a qualificação, o aumento da visibilidade, a internacionalização e para subsidiar a construção de políticas públicas rumo ao acesso universal à informação científica.

 

Palavras-chave: Acesso Aberto. Revistas científicas de Acesso Aberto. Visibilidade científica. Fator de Impacto.

 

Link: http://revista.ibict.br/ciinf/issue/view/279

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Edna da Silva Angelo, Universidade Federal de Minas Gerais

Doutoranda em Gestão e Organização do Conhecimento da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
- Belo Horizonte, MG - Brasil. Mestre em Gestão e Organização do Conhecimento pela Universidade
Federal de Minas Gerais (UFMG) - Brasil. Bibliotecária da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha
e Mucuri/MG (UFVJM) - Janaúba, MG - Brasil.
http://lattes.cnpq.br/2724955848652904

Marlene Oliveira, Universidade de Brasília

Doutora em Ciências da Informação pela Universidade de Brasília (UnB) - Brasília, DF - Brasil. Professora
da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) - Belo Horizonte, MG - Brasil.
http://lattes.cnpq.br/0146077522102988

Publicado

2020-12-21

Edição

Seção

Resumos de artigos científicos