Garantindo acervos para o futuro: Plano de preservação digital para o Repositório Institucional Arca

Autores

  • Andréa Gonçalves do Nascimento Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Claudete Fernandes de Queiroz Fundação Getúlio Vargas
  • Luciana Danielli de Araújo Universidade Federal do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1981-0695.2020v15n4.56694

Resumo

Este trabalho descreve o processo de construção do Plano de Ação de Preservação Digital para o Arca – Repositório Institucional da Fiocruz. A implementação de ações para a preservação digital ainda encontra desafios consideráveis em todos os seus estágios, sendo o primeiro a formulação de políticas institucionais
e de outros instrumentos normativos e processuais necessários à sua execução. Um plano de preservação digital tem como objetivo sistematizar as etapas e procedimentos necessários para atender aos requisitos mínimos para a preservação dos objetos digitais depositados no repositório institucional. A construção
do Plano de Ação foi composta por quatro etapas: análise dos requisitos, diretrizes e normas nacionais e internacionais que orientam as ações de preservação digital; definição dos elementos e da estrutura do documento; diagnóstico do estado atual do repositório Arca em relação aos elementos mínimos desejados;
e definição das estratégias a serem adotadas para o repositório Arca. Como resultado, o Plano de Ação de Preservação Digital do repositório Arca estabelece os padrões que visam garantir que a produção científica da Fiocruz ali depositada seja preservada de modo permanente, em um ambiente confiável e seguro, buscando ainda contribuir para o debate teórico e prático sobre a preservação digital em repositórios.

 

Palavras-chave: Preservação digital. Repositório institucional. Plano de ação.

 

Link: http://revista.ibict.br/ciinf/issue/view/279

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andréa Gonçalves do Nascimento, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Doutoranda em Ciência da Informação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) - RJ - Brasil.
Mestrado profissional em Biblioteconomia pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio)
– RJ - Brasil. Bibliotecária da Fundação Oswaldo Cruz, (Fiocruz) - Brasil.
http://lattes.cnpq.br/2052432238666012

Claudete Fernandes de Queiroz, Fundação Getúlio Vargas

Mestrado profissional em História, Política e Bens Culturais pela
Fundação Getúlio Vargas (FGV) - Brasil. Tecnologista em Saúde Pública – Bibliotecária da Fundação
Oswaldo Cruz (Fiocruz) - Rio de Janeiro, RJ - Brasil.
http://lattes.cnpq.br/5902232749593657

Luciana Danielli de Araújo, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Mestrado em Ciência da Informação pelo Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação (PPGCI)
- convênio Universidade Federal do Rio de Janeiro e Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e
Tecnologia (UFRJ/Ibict) - Rio de Janeiro, RJ - Brasil. Tecnologista da Fundação Oswaldo Cruz - Instituto
de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Fiocruz/ICICT) - Rio de Janeiro, RJ -
Brasil.
http://lattes.cnpq.br/0698873941750070

Publicado

2020-12-21

Edição

Seção

Resumos de artigos científicos