Considerações epistemológicas sobre a incorporação do pragmatismo clássico nos estudos da informação

Autores

  • Sônia Cristina Bocardi Moraes Universidade de Marilia
  • Carlos Cândido Almeida Universidade Estadual Paulista

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1981-0695.2020v15n4.56865

Resumo

Introdução: A relação epistemológica contemplada pelo pragmatismo de Charles S. Peirce (1839-1914) deve ser observada a partir das incorporações do conceito original peirceano no campo da Ciência da Informação para evitar distorções no emprego do termo. O conceito de signo usado de uma maneira generalizada, assim como o pragmatismo, em suas versões posteriores a obra de Peirce geram uma diversidade de abordagens que não se adequam ao entendimento da concepção original. O pragmatismo peirceano com abordagens que incluem a metodologia pragmaticista e a semiótica nos processos de organização do conhecimento devem ter sua contribuição revista na ciência da informação Objetivo: O objetivo deste trabalho é apontar as contribuições epistemológicas do pragmatismo peirceano à ciência da informação e, em particular, à organização da informação e do conhecimento.  Metodologia: A análise teórica, visando à interpretação da organização do conhecimento tem, na pesquisa bibliográfica, fundamentação para relação entre a teoria pragmaticista peirceana e sua incorporação na ciência da informação. Resultados: Os processos de indexação são possibilidades de interpretação e não regras mentais de associação diádica entre
significante e significado, entre conteúdo documental e um termo. A evolução de interpretantes e o encadeamento informacional criativo, presente na aquisição de conhecimento, estão contidos no método pragmático aplicável à organização do conhecimento usando sua característica de método científico. Conclusões: A aceitação das etapas criativas pragmáticas no ato de indexação implica em conceber esta característica epistemológica de criação que alia o conteúdo do documento à recuperação da informação.


Palavras-chave: Informação. Pragmatismo Peirceano. Organização do Conhecimento.

 

Link: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/38864/pdf

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sônia Cristina Bocardi Moraes, Universidade de Marilia

Docente do curso de Arquitetura e Urbanismo na UNIMAR Universidade de Marilia, Doutoranda em Ciencia da Informação, Mestre em Filosofia pela UNESP, Arquiteta e Urbanista -PUC Campinas.

Carlos Cândido Almeida, Universidade Estadual Paulista

Departamento de Ciência da Informação, Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista – UNESP.

Publicado

2020-12-26

Edição

Seção

Resumos de artigos científicos