Políticas públicas, bibliotecas escolares e o bibliotecário no contexto da indústria 4.0

Autores

  • Fabiana Sala Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo
  • Selma Leticia Capinzaiki Ottonicar Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho
  • Cláudio Marcondes de Castro Filho Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1981-0695.2020v15n4.56872

Resumo

Introdução: A Indústria 4.0 ou 4ª Revolução Industrial vem sendo debatida na academia em áreas como a Engenharia e Administração. Essa nova revolução envolve a conexão
dos objetos e sistemas ciber-físicos, criando as máquinas inteligentes. Essas tecnologias influenciam nos meios de produção e na vida das pessoas. Por isso, as bibliotecas são organizações que também precisam se adaptar à essas mudanças. Esse estudo é necessário para a Ciência da Informação porque demonstra a relevância da Indústria 4.0 para a área das bibliotecas e exige novo perfil do bibliotecário escolar 4.0. Objetivo: O objetivo do artigo envolve refletir a respeito do contexto da Indústria 4.0, políticas públicas brasileiras sobre Indústria 4.0 e seus impactos no papel e atuação do bibliotecário escolar 4.0. Metodologia: A metodologia é composta por uma revisão bibliográfica sobre Indústria 4.0, bibliotecas escolares, bibliotecário 4.0 e por uma pesquisa documental sobre as políticas públicas nesse contexto. Resultados: Os resultados demonstram que poucos artigos tratam da Indústria 4.0 na Ciência da Informação, por isso é oportunidade de pesquisa para a área. Além disso, os resultados apontam que o bibliotecário escolar 4.0 precisará modificar sua atuação para
acompanhar essas mudanças. Conclusões: Como conclusões tem-se que as políticas públicas de Indústria 4.0 e a mudança das organizações exigem novos aprendizados do bibliotecário escolar 4.0, a fim de que a biblioteca escolar apoie os estudantes para que possam melhor se integrarem nesse contexto.


Palavras-chave: Indústria 4.0. Políticas Públicas. Bibliotecas Escolares. Bibliotecário 4.0.

 

Link: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/38271/pdf_1

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabiana Sala, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (PPGCI-UNESP). Bibliotecária-Documentalista do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo.

Selma Leticia Capinzaiki Ottonicar, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (PPGCI-UNESP).

Cláudio Marcondes de Castro Filho, Universidade de São Paulo

Livre-Docente em Políticas Públicas e Formação Profissional da Informação (2018). Pósdoutorado em Biblioteca Escolar na Universidade Aberta de Lisboa (2018). Doutorado em Ciência da Informação pela Universidade de São Paulo (2008). Mestrado em Ciência da Informação e Comunicação, pela Universidade de São Paulo (2002). Graduação em Comunicação Social pela Faculdade Anhembi Morumbi (1989) e em Biblioteconomia pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (1981).

Publicado

2020-12-23

Edição

Seção

Resumos de artigos científicos