Gestão documental: as informações produzidas na escola pública e na escola particular

Autores

  • Francisco Assis Bezerra UFPA
  • John Charlles Nogueira Barbosa UFPA

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1981-0695.2020v15n4.56897

Resumo

Com a intensificação da Globalização, a racionalização da massa documental se tornou estratégia paraas instituições alcançarem eficiência nos serviços em que prestam. O artigo analisa o processo de guarda e recuperação das informações produzidas na Escola pública e Particular, tendo como parâmetro o ferramental teórico-metodológico da Gestão de Documentos. A Metodologia adotada foi o Estudo de Caso, cuja aplicação de questionário a duas gestoras permitiu comparar a prática arquivística adotada nos dois estabelecimentos visitados. As evidências mostram que as estratégias adotadas pelos Gestores das escolas para guardar e recuperar as informações documentais dependedo tipo de estabelecimento que, no fundo, passa por recursos financeiros para investir neste segmento específico. Concluímos que o Gestor pode aprimorar este processo a partir do planejamento anual e que contemple procedimentos ancorados em critérios definidos para avaliar, selecionar, eliminar e controlar a massa documental, cuja organicidade arquivística das informações possa constituir um eficiente banco de dados. Estas premissas podem ser aplicadas mais na Escola Pública, onde se reproduz a precariedade de armazenamento e a ineficiência dos arquivos.

 

Palavras-Chave: Gestão de documentos.Arquivos. Organização da Informação.

 

Link: https://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/archeion/article/view/38165/30786

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francisco Assis Bezerra, UFPA

Mestre em Planejamento do Desenvolvimento| UFPA |

John Charlles Nogueira Barbosa, UFPA

Especialista em Gestão Pública pela FAEL. Arquivista no Instituto de Ciências Sociais Aplicadas /UFPA.

 

Publicado

2020-12-29

Edição

Seção

Resumos de artigos científicos