Interfaces disciplinares selecionadas da gestão do conhecimento: características, contribuições e reflexões

Autores

  • Lillian Maria Araujo de Rezende Alvares
  • Jainne Aragão Carvalho Fernandes
  • Ângelo José Penna Machado
  • Cleids Maria Lisbôa Cardoso Soares
  • Tácito Furtado Silva
  • Mariana Giubertti Guedes Greenhalgh
  • Eduardo Wallier Vianna

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1981-0695.2020v15n4.56921

Resumo

Analisa a contribuição de disciplinas estruturantes da gestão do conhecimento a partir da abordagem dos quatro paradigmas de Sagsan. Nesta perspectiva, a amplitude interdisciplinar da gestão do conhecimento é revelada, dando a possibilidade de conhecer seus fundamentos teóricos. Optou-se por analisar as ciências cognitivas, representando o paradigma humanista; a estatística, representando o paradigma sociotécnico; a administração e economia, representando o paradigma organizacional e a segurança da informação digital, representando o paradigma tecnológico. A metodologia utilizada foi revisão de literatura no período de 2008 a 2018 sobre as interfaces disciplinares da gestão do conhecimento em documentos recuperados na base de dados Bielefeld Academic Search Engine (BASE), um dos maiores mecanismos de busca de informação científica do mundo, com mais de 140 milhões de documentos indexados de mais de 6.000 fontes, sendo cerca de 60% em acesso aberto. Os resultados apontam que o futuro da gestão do conhecimento dependerá ainda mais dos avanços obtidos nas disciplinas em estudo.


Palavras-chave: Gestão do conhecimento. Interdisciplinaridade. Interfaces. Fundamentos teóricos. Paradigmas da gestão do conhecimento. Paradigmas de Sagsan. Camadas da gestão do conhecimento.


Link: https://seer.ufrgs.br/EmQuestao/article/view/94524

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2020-12-22

Edição

Seção

Resumos de artigos científicos