O diálogo entre as vertentes clássica, moderna e contemporânea da Arquivologia

Autores

  • Alex de Oliveira Costa
  • Cynthia Roncaglio

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1981-0695.2020v15n4.56925

Resumo

O princípio da proveniência e os conceitos de documento de arquivo e organicidade que norteiam a Arquivologia desde o século XIX parecem, pelo menos parcialmente, não serem mais suficientes para explicar e orientar a produção dos documentos arquivísticos contemporâneos. Este artigo tem como objetivo analisar os argumentos e pressupostos das vertentes clássica, moderna e contemporânea da Arquivologia, que demonstram as particularidades e as contribuições de cada uma. A pesquisa caracteriza-se como qualitativa, de natureza exploratória, analítica e descritiva, na qual o método adotado é o levantamento bibliográfico. O referencial teórico baseou-se na história dos conceitos de Reinhart Koselleck e nos conceitos de ethos científico e discurso. Constatou-se no embate entre diferentes ideias e distintas abordagens, consideradas às vezes antagônicas, que é possível um diálogo entre elas mediante processos de ressignificação dos princípios e conceitos ao longo da própria dinâmica evolutiva da ciência.


Palavras-chave: Arquivo. Arquivologia. Documento arquivístico. Proveniência.


Link: https://seer.ufrgs.br/EmQuestao/article/view/90306

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2020-12-23

Edição

Seção

Resumos de artigos científicos