Observando os observatórios sociais ibero-americanos

Autores

  • Lisandra Guerrero Pérez
  • Mônica Erichsen Nassif

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1981-0695.2020v15n4.56934

Resumo

Esta pesquisa tem como objetivo analisar e descrever os observatórios sociais ibero-americanos sob a abordagem proposta pela Comissão Econômica e Social para a Ásia Ocidental das Nações Unidas, constituindo a primeira etapa de uma tese de doutorado. Analisar os observatórios sociais da comunidade ibero-americana como recursos de informação digitais oferece noções essenciais sobre sua função social e sobre seu impacto nas sociedades às quais pertencem. A pesquisa é qualitativa e descritiva e usa a análise de conteúdo qualitativa como técnica de análise dos dados. A partir de um estudo de casos múltiplos, foram analisados 21 observatórios sociais, cuja escolha respondeu a três critérios essenciais: pertencer à comunidade ibero-americana de nações, observar assuntos relacionados com o desenvolvimento social e encontrar-se entre os dez primeiros resultados da busca simples no Google. Analisaram-se em detalhe as sete categorias teóricas propostas pela abordagem adotada: nome, história, objetivos, membros, financiamento, processos, saídas e impacto. Os resultados obtidos mostram um conjunto de questões que contribuem à compreensão do trabalho desenvolvido pelos observatórios sociais em suas respectivas regiões, como, por exemplo, a respeito de quais serviços de informação esses observatórios prestam e quais produtos de informação esses observatórios fornecem no cumprimento de sua missão social. Os resultados revelam também noções relacionadas com a estrutura, com o conteúdo e com a tipologia de processos desenvolvidos.


Palavras-chave: Observatórios sociais. Recursos de informação digitais. Comunidade ibero-americana. UN-ESCWA.


Link: https://seer.ufrgs.br/EmQuestao/article/view/97730

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2020-12-22

Edição

Seção

Resumos de artigos científicos