INFLUÊNCIA DO NÚMERO DE SÉRIES NA HIPOTENSÃO PÓS-EXERCÍCIO RESISTIDO EM INDIVÍDUOS HIPERTENSOS SEDENTÁRIOS

  • Elaine Ramos SILVA
  • Everton Rocha SOARES
  • Katyane Viana GUEDES
  • Rodrigo Pereira da SILVA

Resumo

Objetivo: Mensurar o efeito de duas sessões de treinamento resistido (TR), de igual intensidade, mas de diferentes volumes, sobre a hipotensão pós-exercício em indivíduos hipertensos sedentários. Material e Métodos: Doze indivíduos (quatro homens e oito mulheres) (54±6,74 anos) hipertensos controlados e sedentários, após duas semanas de adaptação neuromuscular nos exercícios Leg Press 45º (LP45), Remada Sentada (RS), Cadeira Extensora (CE) e Supino Horizontal (SH) e determinação da força muscular máxima nesses exercícios, foram submetidos a duas sessões aleatórias de TR. As sessões consistiam na realização de uma ou três séries, de 10 repetições, com 50% de 1-RM, aleatoriamente nos exercícios LP45, RS, CE e SH. Foi mensurada a pressão arterial sistólica (PAS), pressão arterial diastólica (PAD), frequência cardíaca (FC), duplo produto (DP), na situação de repouso, imediatamente após o último exercício (IAUE), 10, 20, 30 e 40 minutos após o término das sessões de TR. A percepção de esforço foi medida IAUE. Resultados: Os resultados mostraram IAUE que uma e três sessões de TR induziram aumentos semelhantes nos parâmetros cardiovasculares avaliados (PAS, PAD, FC e DP), entretanto, a sessão com três séries de exercícios induziu maior esforço percebido. O acompanhamento pós-exercício por 40 minutos exibiu diminuição significativa da PAS, PAD e DP em ambas as sessões de TR, sendo esta diminuição mais consistente e duradoura na sessão com três séries de exercícios. Conclusão: Podemos concluir que uma sessão de TR com três séries induziu maior hipotensão pós exercício do que uma sessão com série única, em indivíduos hipertensos sedentários. DESCRITORES Treinamento Resistido. Hipotensão Pós-Exercício. Hipertensão. Sedentarismo.
Publicado
2016-05-23
Como Citar
SILVA, E. R., SOARES, E. R., GUEDES, K. V., & SILVA, R. P. da. (2016). INFLUÊNCIA DO NÚMERO DE SÉRIES NA HIPOTENSÃO PÓS-EXERCÍCIO RESISTIDO EM INDIVÍDUOS HIPERTENSOS SEDENTÁRIOS. Revista Brasileira De Ciências Da Saúde, 1(1), 3-10. Recuperado de https://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/rbcs/article/view/28673