EXERCÍCIO FÍSICO E QUALIDADE DE VIDA DE MULHERES IDOSAS COM HIPOTIREOIDISMO TRATADAS COM LEVOTIROXINA

  • Francisco Zacaron WERNECK
  • Ana Carolina de Lima LOSCHI
  • Eliana Aparecida Braga Gomes CAETANO
  • Emerson Filipino COELHO
  • Renato Melo FERREIRA
  • Mário VAISMAN

Resumo

Objetivo: Testar a hipótese de que mulheres idosas com hipotireoidismo tratadas com levotiroxina fisicamente ativas possuem melhor qualidade de vida do que pacientes sedentárias. Material e Métodos: Participaram do estudo 27 mulheres idosas (60 a 78 anos de idade) com hipotireoidismo tratadas com levotiroxina, que foram divididas em dois grupos: fisicamente ativas (n=15) e sedentárias (n=12). Para avaliar a qualidade de vida das participantes foi aplicado o questionário SF-36. Resultados: As pacientes idosas fisicamente ativas apresentaram maiores valores de qualidade de vida nas dimensões Dor (p = 0,01) e Aspectos Sociais (p = 0,03) em relação às pacientes sedentárias. Conclusão: Mulheres idosas com hipotireoidismo tratadas com levotiroxina fisicamente ativas apresentam qualidade de vida ligeiramente melhor quando comparadas com pacientes sedentárias. DESCRITORES Qualidade de Vida. Exercício. Hipotireoidismo.
Publicado
2016-05-23
Como Citar
WERNECK, F. Z., LOSCHI, A. C. de L., CAETANO, E. A. B. G., COELHO, E. F., FERREIRA, R. M., & VAISMAN, M. (2016). EXERCÍCIO FÍSICO E QUALIDADE DE VIDA DE MULHERES IDOSAS COM HIPOTIREOIDISMO TRATADAS COM LEVOTIROXINA. Revista Brasileira De Ciências Da Saúde, 1(1), 11-16. Recuperado de https://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/rbcs/article/view/28674