ANÁLISE DE PH, SÓLIDOS SOLÚVEIS TOTAIS E ALTERAÇÕES MICROESTRUTURAIS EM ESMALTE PROMOVIDAS POR REFRIGERANTES À BASE DE COLA

  • Leonaldo Torres DINIZ Universidade Federal da Paraíba
  • Dened Myller Barros LIMA
  • Ana Maria Gondim VALENÇA Professora Titular do Departamento de Odontologia Social da Universidade Federal da Paraíba. Docente do Programa de Pós-Graduação em Modelos de Decisão e Saúde (UFPB).

Resumo

Objetivo: Avaliar o pH, a quantidade de sólidos solúveis totais (SST) de diferentes apresentações comerciais de refrigerantes (A - Coca-Cola®; B - Coca-Cola Zero®; C - Coca-Cola Light®), e as alterações microestruturais promovidas por estes refrigerantes na estrutura adamantina. Material e Métodos: A avaliação do pH foi realizada mediante o uso de pHmetro digital (Quimis®), executando-se três aferições para cada amostra, sendo o pH final obtido pelo cálculo da média destes valores. Para a quantificação dos SST (°Brix) utilizou-se 4 gotas de cada produto e com auxílio de um refratômetro (Atago®), com faixa de leitura de °Brix de 0~32%, obteve-se o valor de °Brix dos produtos analisados, sendo a média obtida por meio de três aferições para cada refrigerante. Blocos de esmalte bovino foram submetidos à exposição dos refrigerantes por 5 minutos e posteriormente preparados e analisados em microscopia eletrônica de varredura (MEV). Resultados: Os valores de pH e SST (média e desvio padrão) para as amostras foram, respectivamente: A - 2,54(±0,03); 9,47%(±1,29%); B - 2,88(±0,04); 0,0%(±0,0%); C - 3,10(±0,03); 0,0%(±0,0%). As microfotografias revelaram dissolução na periferia dos prismas de esmalte, bem como presença de perda da integridade superficial. Conclusão: As bebidas analisadas apresentam potencial erosivo, promovendo alterações na microestrutura adamantina indicativas de erosão, em consequência do seu baixo pH. Somente a Coca-Cola® demonstrou potencial cariogênico, conferido pela presença de SST. DESCRITORES: Erosão Dentária. Esmalte Dentário. Ingestão de Líquidos. Dieta Cariogênica.
Publicado
2017-06-26
Como Citar
DINIZ, L. T., LIMA, D. M. B., & VALENÇA, A. M. G. (2017). ANÁLISE DE PH, SÓLIDOS SOLÚVEIS TOTAIS E ALTERAÇÕES MICROESTRUTURAIS EM ESMALTE PROMOVIDAS POR REFRIGERANTES À BASE DE COLA. Revista Brasileira De Ciências Da Saúde, 21(3), 221-228. https://doi.org/10.22478/ufpb.2317-6032.2017v21n3.29154
Seção
Pesquisa