PERFIL CLÍNICO-EPIDEMIOLÓGICO DOS PACIENTES DIAGNOSTICADOS COM HANSENÍASE NA PARAÍBA E NO BRASIL, 2008 – 2012

  • Maria Regina Macêdo CAMPOS Universidade Federal da Paraíba
  • Ana Virgínia Araújo BATISTA
  • Jória Viana GUERREIRO

Resumo

Objetivo: Descrever e comparar o perfil dos pacientes diagnosticados com hanseníase na Paraíba (PB) e no Brasil, entre 2008 e 2012. Metodologia: Trata-se de estudo epidemiológico, quantitativo, realizado por meio da análise de dados secundários obtidos do SINAN, via DATASUS. A variável de investigação correspondeu aos casos de hanseníase notificados na PB e no Brasil, no período definido. As variáveis exploratórias foram: sexo, cor da pele, escolaridade, faixa etária, forma clínica, classificação operacional e esquema terapêutico. Resultados: Foram notificados 207.831 casos de hanseníase no Brasil, sendo 4.069 na PB. Predominaram pacientes do sexo masculino (51,38%) e (56,57%); cor parda (54,67%) e (51,58%); com ensino fundamental incompleto (44,11%) e (49,13%), na PB e Brasil, respectivamente. A forma dimorfa foi a mais prevalente (PB: 25%) e (Brasil: 36%), com a maioria dos pacientes multibacilares: (PB: 52,93%) (Brasil: 62,04%). A poliquimioterapia com 12 doses foi a terapêutica preferencial (52,29%) (61,53%). As maiores incidências foram em 2009, 23,28 casos/100.000 habitantes, na PB e, em 2008, no Brasil: 24,35 casos/100.000 habitantes. Também em 2008 identificou-se maior incidência em menores de 15 anos para ambas as localidades. Conclusão: Constatou-se perfil clínico-epidemiológico semelhante para ambas as localidades, sendo observada a redução da incidência de hanseníase no período estudado. Entretanto, a endemicidade continua alta e alerta para o fortalecimento das ações de controle epidemiológico para esta enfermidade. Estudos como este, que traçam o perfil clínico-epidemiológico dos pacientes, possibilitam o planejamento de estratégias mais direcionadas para realidade encontrada. DESCRITORES: Hanseníase. Epidemiologia. Perfil de Saúde.

Biografia do Autor

Maria Regina Macêdo CAMPOS, Universidade Federal da Paraíba
Estudante de Graduação em Medicina da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). João Pessoa/PB, Brasil.
Ana Virgínia Araújo BATISTA
Estudante de Graduação em Medicina da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). João Pessoa/PB, Brasil.
Jória Viana GUERREIRO
Professora Doutora pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Centro de Ciências Médicas, Departamento de Promoção da Saúde, João Pessoa/PB, Brasil.
Publicado
2018-03-06
Como Citar
CAMPOS, M. R. M., BATISTA, A. V. A., & GUERREIRO, J. V. (2018). PERFIL CLÍNICO-EPIDEMIOLÓGICO DOS PACIENTES DIAGNOSTICADOS COM HANSENÍASE NA PARAÍBA E NO BRASIL, 2008 – 2012. Revista Brasileira De Ciências Da Saúde, 22(1), 83-90. https://doi.org/10.22478/ufpb.2317-6032.2018v22n1.32152
Seção
Pesquisa