CONHECIMENTO DE ESTUDANTES DA ÁREA DA SAÚDE SOBRE O CONTROLE E PREVENÇÃO DE INFECÇÕES HOSPITALARES

  • Raí Emanuel da SILVA Biomédico(a). Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Farmacologia da Universidade Federal do Piauí – UFPI. Campus Ministro Petrônio Portella. Teresina. Piauí. Brasil.
  • Alda Cássia Alves da SILVA Biomédico(a). Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Farmacologia da Universidade Federal do Piauí – UFPI. Campus Ministro Petrônio Portella. Teresina. Piauí. Brasil.
  • Ariane Lima de FREITAS Universidade Federal do Piauí - UFPI
  • Cristânia Carvalho DE SÁ Universidade Federal do Piauí - UFPI
  • Ingredy Lopes dos SANTOS Biomédico(a). Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Farmacologia da Universidade Federal do Piauí – UFPI. Campus Ministro Petrônio Portella. Teresina. Piauí. Brasil.
  • Vitória Regina Veríssimo da SILVA Universidade Federal do Piauí - UFPI
  • Cláudio Ângelo VENTURA Universidade Federal do Piauí - UFPI
  • Amanda Silveira DENADAI Universidade Federal do Piauí - UFPI
  • Fernanda Machado FONSECA Universidade Federal do Piauí - UFPI

Resumo

Introdução: Apesar dos avanços científicos e tecnológicos na área de cuidados de saúde, a infecção hospitalar (IH) ainda é considerada como um grave problema de saúde pública. A IH pode ser definida como uma infecção adquirida após a admissão hospitalar do paciente e que se manifesta durante a internação ou após a sua alta. Objetivos: O estudo apresentou como objetivo avaliar o conhecimento dos estudantes técnicos e universitários em saúde sobre as IHs, suas formas de divulgação e prevenção, para promover, assim, a consciência dos riscos relacionados com a má conduta na atividade profissional. Material e Métodos: A coleta de dados foi realizada através de um questionário com questões sobre o assunto, seguido pela apresentação de palestras. Um total de 34 estudantes do ensino superior e 100 estudantes de ensino técnico foi incluído no estudo. Resultados: A definição correta de IH foi observada no primeiro questionário de 33 (97,1%) estudantes do ensino superior e em 86 (86,0%) alunos do ensino técnico, alcançando 100% nos dois casos, após a palestra. Foi observado uma melhora na compreensão dos alunos sobre a importância da diminuição do uso indiscriminado de antibióticos e da contribuição da higienização das mãos para a prevenção da IH, após a palestra, em 85,3% e 87,0% dos estudantes de ensino superior e técnico, respectivamente. Conclusão: Houve um aumento significativo na melhora do conhecimento dos alunos sobre o conceito e causas das IHs após as palestras. DESCRITOR Infecção Hospitalar.Promoção da Saúde.Prevenção de Doenças.

Biografia do Autor

Raí Emanuel da SILVA, Biomédico(a). Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Farmacologia da Universidade Federal do Piauí – UFPI. Campus Ministro Petrônio Portella. Teresina. Piauí. Brasil.
Biomédico, Departamento de Biomedicina, Universidade Federal do Piauí, Campus Ministro Reis Velloso.
Alda Cássia Alves da SILVA, Biomédico(a). Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Farmacologia da Universidade Federal do Piauí – UFPI. Campus Ministro Petrônio Portella. Teresina. Piauí. Brasil.
Biomédica, Departamento de Biomedicina, Universidade Federal do Piauí, Campus Ministro Reis Velloso.
Ariane Lima de FREITAS, Universidade Federal do Piauí - UFPI
Biomédica, Departamento de Biomedicina, Universidade Federal do Piauí, Campus Ministro Reis Velloso.
Cristânia Carvalho DE SÁ, Universidade Federal do Piauí - UFPI
Biomédica, Departamento de Biomedicina, Universidade Federal do Piauí, Campus Ministro Reis Velloso.
Ingredy Lopes dos SANTOS, Biomédico(a). Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Farmacologia da Universidade Federal do Piauí – UFPI. Campus Ministro Petrônio Portella. Teresina. Piauí. Brasil.
Biomédica, Departamento de Biomedicina, Universidade Federal do Piauí, Campus Ministro Reis Velloso.
Vitória Regina Veríssimo da SILVA, Universidade Federal do Piauí - UFPI
Biomédica, Departamento de Biomedicina, Universidade Federal do Piauí, Campus Ministro Reis Velloso.
Cláudio Ângelo VENTURA, Universidade Federal do Piauí - UFPI
Docente do Departamento de Biomedicina, Universidade Federal do Piauí, Campus Ministro Reis Velloso.
Amanda Silveira DENADAI, Universidade Federal do Piauí - UFPI
Docente do Departamento de Biomedicina, Universidade Federal do Piauí, Campus Ministro Reis Velloso.
Fernanda Machado FONSECA, Universidade Federal do Piauí - UFPI
Docente do Departamento de Biomedicina, Universidade Federal do Piauí, Campus Ministro Reis Velloso.
Publicado
2018-03-16
Como Citar
SILVA, R. E. da, SILVA, A. C. A. da, FREITAS, A. L. de, DE SÁ, C. C., SANTOS, I. L. dos, SILVA, V. R. V. da, VENTURA, C. Ângelo, DENADAI, A. S., & FONSECA, F. M. (2018). CONHECIMENTO DE ESTUDANTES DA ÁREA DA SAÚDE SOBRE O CONTROLE E PREVENÇÃO DE INFECÇÕES HOSPITALARES. Revista Brasileira De Ciências Da Saúde, 22(2), 131-138. https://doi.org/10.22478/ufpb.2317-6032.2018v22n2.32953
Seção
Pesquisa