ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM A INDIVÍDUOS EM MORTE ENCEFÁLICA: AVALIAÇÃO DE QUALIDADE

  • Hiasmin Batista RODRIGUES Formada pela Universidade Estadual Vale do Acaraú (CE)
  • Denise Lima NOGUEIRA
  • Tamires Alexandre FÉLIX
  • Diógenes Farias GOMES

Resumo

Objetivo: Avaliar a qualidade dos cuidados de enfermagem prestados a indivíduos em morte encefálica de um hospital de ensino do Ceará, analisando as anotações, as prescrições e os procedimentos de enfermagem, diante do referencial de padrão de positividade de qualidade. Material e Métodos: Tratou-se de um estudo avaliativo e documental com abordagem quantitativa em que foram analisados 23 prontuários de indivíduos em morte encefálica através de um instrumento adaptado da Assessoria de Controle da Qualidade da Assistência de Enfermagem de um hospital universitário do Paraná, e que, através do padrão de positividade, pôde-se delinear o perfil de preenchimento dos registros de enfermagem da unidade de terapia intensiva em estudo. Resultados: Diante do instrumento utilizado, pôde-se identificar que 61% dos indivíduos em ME eram do sexo masculino com predominância de causa base o trauma crânio-encefálico (56,5%) e, quando em análise, os registros preenchidos, pôde-se verificar que, em 27,93% destes, havia ausência de preenchimento, valor superior ao que era considerado limítrofe para bons resultados (5%), bem como o valor de preenchimento incompleto que alcançou 20,65%, sendo que o esperado seria até 15%. Conclusão: Identificou-se que o quesito não preenchido/ausente esteve superior ao padrão de positividade desejado, situação que atinge a continuidade do cuidado prestado e o respaldo legal da assistência ofertada. DESCRITORES Avaliação em Saúde. Registros de Enfermagem. Morte Encefálica.
Publicado
2017-11-15
Como Citar
RODRIGUES, H. B., NOGUEIRA, D. L., FÉLIX, T. A., & GOMES, D. F. (2017). ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM A INDIVÍDUOS EM MORTE ENCEFÁLICA: AVALIAÇÃO DE QUALIDADE. Revista Brasileira De Ciências Da Saúde, 21(4), 31670. https://doi.org/10.22478/ufpb.2317-6032.2017v21n4.31670
Seção
Pesquisa