PREVALÊNCIA DE SOBREPESO E OBESIDADE EM PRÉ-ESCOLARES DO MUNICÍPIO DE FREI PAULO-SE: UM ESTUDO LONGITUDINAL

  • Isabella Fontes de Santana LINS Universidade Federal de Sergipe
  • Laís Lima de OLIVEIRA Universidade Federal de Sergipe
  • Gêniton Santos LIMA Secretaria Municipal de Saúde
  • Tauanny Aragão de MOURA Universidade Federal de São Paulo
  • Diego Moura TANAJURA Universidade Federal de Sergipe

Resumo

Objetivos: Avaliar o perfil antropométrico de pré-escolares de quatro a seis anos da Escola Municipal Juvina Moreira, em Frei Paulo-SE. Materiais e métodos: Trata-se de um estudo longitudinal que acompanhou 42 crianças durante seis meses, no qual foram realizadas duas coletas de dados antropométricos. Os dados de peso e altura foram avaliados segundo os percentis propostos pela Organização Mundial da Saúde para o Índice de Massa Corporal. Os pontos de corte utilizados foram: percentil menor que três para déficit de peso; percentil entre três e 85 para eutróficos; e percentil ≥ 85 para risco ou excesso de peso. Para análise estatística foi utilizado o programa Graph Pad Prism V.5.0. O teste de Mann Whitney foi usado para comparação entre duas variáveis e o coeficiente de Spearman para correlação entre o índice CA/altura e o escore-Z do IMC. O nível de significância adotado foi de 5%. Resultados: Das 42 crianças que participaram do estudo, 18 (42,86%) foram do sexo feminino e 24 (57,14%) do sexo masculino. No primeiro semestre, 26,19% dos pré-escolares foram classificados com risco de sobrepeso ou excesso de peso (sobrepeso ou obesidade). No segundo semestre, esse número caiu para 16,67%. A prevalência de circunferência alterada se manteve em 19% nos dois semestres, e foi encontrada uma correlação positiva entre a relação circunferência abdominal por altura e o escore-z do Índice de Massa Corporal. Conclusão: Percebeu-se que as taxas de sobrepeso e obesidade nos pré-escolares de Frei Paulo são relevantes e compatíveis com o encontrado em outras regiões do Brasil. Apesar da redução dessas taxas no segundo semestre, os números evidenciam a necessidade de intervenção nessa população através da educação e promoção da saúde. DESCRITORES Obesidade.Sobrepeso.Criança.Saúde Pública.

Biografia do Autor

Isabella Fontes de Santana LINS, Universidade Federal de Sergipe
Graduanda em Medicina, Universidade Federal de Sergipe (UFS). Lagarto-Sergipe, Brasil.
Laís Lima de OLIVEIRA, Universidade Federal de Sergipe
Graduanda em Enfermagem, Universidade Federal de Sergipe (UFS). Lagarto-Sergipe, Brasil.
Gêniton Santos LIMA, Secretaria Municipal de Saúde
Secretaria Municipal de Saúde, Frei Paulo-Sergipe, Brasil.
Tauanny Aragão de MOURA, Universidade Federal de São Paulo
Médica Especialista em Medicina de Família. Residente em Clínica Médica, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). São Paulo-São Paulo, Brasil.
Diego Moura TANAJURA, Universidade Federal de Sergipe
Professor Doutor da Universidade Federal de Sergipe (UFS). Lagarto-Sergipe, Brasil.
Publicado
2018-03-16
Como Citar
LINS, I. F. de S., OLIVEIRA, L. L. de, LIMA, G. S., MOURA, T. A. de, & TANAJURA, D. M. (2018). PREVALÊNCIA DE SOBREPESO E OBESIDADE EM PRÉ-ESCOLARES DO MUNICÍPIO DE FREI PAULO-SE: UM ESTUDO LONGITUDINAL. Revista Brasileira De Ciências Da Saúde, 22(2), 165-172. https://doi.org/10.22478/ufpb.2317-6032.2018v22n2.35641
Seção
Pesquisa