[ID 41929] FATORES DE VULNERABILIDADE PARA O SOFRIMENTO PSÍQUICO RELACIONADO AO TRABALHO DE AGENTES ADMINISTRATIVOS

  • Rafael Mondego Fontenele Instituto de Ensino Superior Franciscano (IESF-MA).
  • Hannah Larissa Sousa Leitão Universidade CEUMA.
  • Aline Sharlon Maciel Batista Ramos Universidade CEUMA.
  • Ana Patrícia Fonseca Coelho Galvão Faculdade Pitágoras São Luís.
  • Hariane Freitas Rocha Almeida Faculdade Gianna Beretta.

Resumo

Objetivo: identificar fatores de vulnerabilidade para o sofrimento psíquico em agentes administrativos. Metodologia: trata-se de pesquisa descritiva, prospectiva, de caráter quantitativo. Para a coleta dos dados utilizou-se questionário contendo perguntas fechadas elaboradas pelos pesquisadores. A amostra considerou o nível de confiança de 95% e margem de erro de 5% e contemplou 249 trabalhadores. A coleta de dados foi realizada no mês de agosto de 2017. Resultados: os fatores de vulnerabilidade para o sofrimento psíquico encontrados no presente estudo foram: o relacionamento com a gestão, classificado como ruim para 53% da amostra; falta de possibilidade de crescimento dentro da empresa apontada por 69% dos trabalhadores e a falta de incentivo em busca de qualificação, referida por 73% dos trabalhadores entrevistados. Conclusão: os dados obtidos ajudam a refletir sobre a importância da implementação de medidas que visam à correção de falhas para reduzir os impactos da jornada de trabalho na saúde física e mental dos trabalhadores, bem como melhorar a qualidade de vida dos mesmos. Descritores: Estresse Ocupacional, Estresse Profissional, Estudo Sobre Vulnerabilidade.

Biografia do Autor

Rafael Mondego Fontenele, Instituto de Ensino Superior Franciscano (IESF-MA).
Enfemeiro. Mestre em Gestão de Programas e Serviços de Saúde (Universidade CEUMA). Docente do curso de Enfermagem do Instituto de Ensino Superior Franciscano (IESF-MA), São Luís, Maranhão, Brasil.
Hannah Larissa Sousa Leitão, Universidade CEUMA.
Enfermeira. Pós-graduanda em Estratégia Saúde da Família (Faculdade Gianna Beretta).
Aline Sharlon Maciel Batista Ramos, Universidade CEUMA.
Enfermeira. Doutoranda em Ciências Médicas (UERJ). Docente do curso de Enfermagem da Universidade CEUMA, São Luís, Maranhão, Brasil.
Ana Patrícia Fonseca Coelho Galvão, Faculdade Pitágoras São Luís.
Enfermeira. Mestra em Saúde e Ambiente (UFMA). Docente do curso de Enfermagem da Faculdade Pitágoras, São Luís, Maranhão, Brasil.
Hariane Freitas Rocha Almeida, Faculdade Gianna Beretta.
Enfermeira. Pós-graduanda em Auditoria, Planejamento e Gestão pela Faculdade Gianna Beretta, São Luís, Maranhão, Brasil.
Publicado
2019-07-05
Como Citar
Fontenele, R. M., Leitão, H. L. S., Ramos, A. S. M. B., Galvão, A. P. F. C., & Almeida, H. F. R. (2019). [ID 41929] FATORES DE VULNERABILIDADE PARA O SOFRIMENTO PSÍQUICO RELACIONADO AO TRABALHO DE AGENTES ADMINISTRATIVOS. Revista Brasileira De Ciências Da Saúde, 23(2). https://doi.org/10.22478/ufpb.2317-6032.2019v23n2.41929
Seção
Pesquisa