[ID 33364] CARGA DE TRABALHO DA ENFERMAGEM E A MORTALIDADE DE PACIENTES NA UNIDADES DE TERAPIA INTENSIVA

  • Edgar de Brito Sobrinho Hospital Adventista de Belém
  • Marília Brasil Xavier Universidade Federal do Pará
  • Adriana de Oliveira Lameira Veríssimo Hospital Adventista de Belém
  • Fabianne de Jesus Dias de Sousa Universidade do Estado do Pará
  • Milce Ellen Barros de Oliveira Hospital Adventista de Belém
  • Victor Augusto Grecia Coutinho Hospital Adventista de Belém
  • Wagner Luiz Oliveira Ximenes Universidade do Estado do Pará

Resumo

Objetivo: Analisar a correlação entre a carga de trabalho da equipe de enfermagem, aferida pelo escore NAS (Nursing Activities Score) e a mortalidade predita pelo escore SAPS 3 dos pacientes internados em Unidade de Terapia Intensiva, verificando as correlações entre os profissionais de enfermagem atuantes na unidade segundo o preconizado pela RDC e o recomendado pelo escore NAS. Material e Métodos: Trata-se de um estudo de coorte realizado no período de setembro de 2014 a abril de 2015, com 270 pacientes. Utilizou-se o instrumento NAS e, posteriormente, foi submetido a análise estatística no BioEstat 5.3®. Resultados: A partir da análise dos resultados foi possível identificar que a sepse foi o principal diagnóstico. Houve correlação linear entre o NAS médio e o inicial dos pacientes internados com o índice prognóstico SAPS 3, com diferença estatisticamente significante entre o número de profissionais atuantes nas unidades e o número de profissionais de enfermagem dimensionados pelo NAS. Conclusão: Conclui-se que o NAS é uma ferramenta importante para dimensionar a carga de trabalho da equipe nas UTIs. Descritores: Administração Hospitalar. Unidade de Terapia Intensiva. Carga de trabalho.

Biografia do Autor

Edgar de Brito Sobrinho, Hospital Adventista de Belém
Médico, intensivista, vice-diretor Clinico
Marília Brasil Xavier, Universidade Federal do Pará
Professora-orientadora do programa de Pós-graduação em Medicina Tropical da Universidade Federal do Pará
Adriana de Oliveira Lameira Veríssimo, Hospital Adventista de Belém
Fisioterapeuta, Coordenadora de Pesquisa Clinica
Fabianne de Jesus Dias de Sousa, Universidade do Estado do Pará
Enfermeira, professora.
Milce Ellen Barros de Oliveira, Hospital Adventista de Belém
Enfermeira, gerente de enfermagem
Victor Augusto Grecia Coutinho, Hospital Adventista de Belém
médico, residente
Wagner Luiz Oliveira Ximenes, Universidade do Estado do Pará
Estudante de Graduação do curso de medicina, Assistente de Pesqquisa
Publicado
2019-10-01
Como Citar
Sobrinho, E. de B., Xavier, M. B., Veríssimo, A. de O. L., de Sousa, F. de J. D., de Oliveira, M. E. B., Coutinho, V. A. G., & Ximenes, W. L. O. (2019). [ID 33364] CARGA DE TRABALHO DA ENFERMAGEM E A MORTALIDADE DE PACIENTES NA UNIDADES DE TERAPIA INTENSIVA. Revista Brasileira De Ciências Da Saúde, 23(3). https://doi.org/10.22478/ufpb.2317-6032.2019v23n3.33364
Seção
Pesquisa