[ID 36883] ANÁLISE BIOMECÂNICA DE MEMBROS INFERIORES EM MULHERES ACOMETIDAS COM DORES ARTICULARES NO JOELHO

  • Danilo Augusto Ferreira de Lima Universidade da Amazônia
  • Ronan Campos Abdon Universidade da Amazônia
  • Mariana Gouveia Gabriel Universidade da Amazônia
  • Mônica Cardoso Cruz Noronha Universidade da Amazônia
  • Biatriz Araújo Cardoso Universidade da Amazônia
  • George Alberto da Silva Dias Universidade do Estado do Pará
  • Ana Júlia Cunha Brito Faculdade Metropolitana da Amazônia

Resumo

Objetivo: analisar a biomecânica de membros inferiores em mulheres acometidas com dores articulares no joelho. Metodologia: Estudo observacional analítico e descritivo do tipo transversal, com 40 mulheres entre 18 a 60 anos com dor no joelho. Utilizou-se ficha de avaliação contendo as variáveis antropométricas e postural, concomitante avaliação estática e dinâmica do joelho. Analisou-se os dados pelo software BioEstat 5.0 com nível α de significância de 5% (p≤0,05). Resultados: Foram coletadas 40 mulheres (idade: 45,2±14,7 anos, peso: 70,3±12,3 kg, altura: 1,60±0,05 cm, Índice de Massa Corpórea (IMC): 27,27±4,6, e tamanho do pé: 36,5±1,5cm), onde o joelho direito foi o mais acometido por lesão (70%). Observou-se que o comprimento do membro inferior direito (MID) foi 83,5±5,86 cm, membro inferior esquerdo (MIE) 83,4±5,89 cm, ângulo Q do MID 25,2±6,09 graus, ângulo Q do MIE 25,3±6,57 graus e inclinação pélvica de 1,20±0,89 cm, onde 25 mulheres (62,5%) apresentaram inclinação a esquerda. Para avaliação dinâmica houve positividade do teste Step Down de forma significativa apenas para o MID (77,5%; p=0,0009). Na associação das variáveis estudadas com teste de Step Down, houve significância estatística para peso (MID: p=0,05 e MIE: p=0,007), bem como tamanho do pé do MID (p=0,04), para o IMC apenas o MIE (p=0,01). E, na relação dos dados posturais houve significância estatística para o comprimento do MID (p=0,01). Conclusão: As variáveis peso, IMC, tamanho do pé e comprimento do membro inferior tiveram relação sobre o quadril e os MMII, sugerindo valgo dinâmico e/ou predisposição do agravamento de dores no joelho em mulheres. Descritores: Genu Valgum. Movimento. Mulheres.
Publicado
2019-10-01
Como Citar
Lima, D. A. F. de, Abdon, R. C., Gabriel, M. G., Noronha, M. C. C., Cardoso, B. A., Dias, G. A. da S., & Brito, A. J. C. (2019). [ID 36883] ANÁLISE BIOMECÂNICA DE MEMBROS INFERIORES EM MULHERES ACOMETIDAS COM DORES ARTICULARES NO JOELHO. Revista Brasileira De Ciências Da Saúde, 23(3). https://doi.org/10.22478/ufpb.2317-6032.2019v23n3.36883
Seção
Pesquisa