DRAMATURGIAS DO CAVALO MARINHO: corporalidades e sentidos ambivalentes

Autores

  • Carolina Dias Laranjeira

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.2177-8841.2018v9n1.40652

Palavras-chave:

Dramaturgias corporais, Cavalo Marinho, Culturas Tradicionais

Resumo

O artigo propõe refletir sobre as dramaturgias da brincadeira do Cavalo Marinho articuladas às corporalidades dos brincadores. A partir de diálogos com a literatura acadêmica e a experiência de campo, apresentam-se sentidos ambivalentes entre a visibilidade e a invisibilidade, a força e a soltura de movimentos, a contenção e o excesso, a conformação de normas e suas subversões.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-06-26

Como Citar

LARANJEIRA, C. D. DRAMATURGIAS DO CAVALO MARINHO: corporalidades e sentidos ambivalentes. MORINGA - Artes do Espetáculo, [S. l.], v. 9, n. 1, 2018. DOI: 10.22478/ufpb.2177-8841.2018v9n1.40652. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/moringa/article/view/40652. Acesso em: 28 nov. 2021.

Edição

Seção

Diálogos e fronteiras