LAND GRABBING, BOOM DAS COMMODITIES E CRISE: SHREE RENUKA SUGARS LTD. E INVESTIMENTO ESTRANGEIRO

  • Ana Carolina Gonçalves Leite Universidade Federal de Pernambuco

Resumo

Nesse artigo, discutimos as atuais condições de reprodução do agronegócio sucroenergético no Brasil a partir da análise da recente aquisição de usinas do Grupo Equipav pela Shree Renuka Sugars Ltd. O contexto em que tal aquisição ocorre caracteriza-se pela expansão daquele setor do agronegócio no estado de São Paulo e noutros com ele limítrofes, estimulada pela inflação dos preços de mercadorias agrícolas e minerais, entre os quais o preço do açúcar, no processo conhecido como boom das commodities. Essa expansão foi marcada por ter alcançado terras de renda diferencial inferior, como aquelas ocupadas anteriormente por pastagens, pelo aprofundamento da mecanização e pela participação de diferentes formas de investimento estrangeiro. Tais questões, elencadas para nossa reflexão, desdobram-se numa leitura sobre a crise da reprodução social capitalista hoje e sobre o caráter que nela assumem tanto financeirização como expansão contemporânea do capital, o chamado land grabbing. O artigo resulta da pesquisa “Land Grabbing e Flex Crops: formas de investimento estrangeiro no agronegócio sucroenergético”, desenvolvida em conjunto com uma equipe mais ampla, que tratou ainda de outros casos de investimento estrangeiro no agronegócio sucroenergético no Brasil além desse. Para análise desse caso específico, os trabalhos de campo foram realizados em setembro de 2018 em onze municípios do estado de São Paulo, detalhados a seguir.
Publicado
2020-08-18
Seção
Artigos