O patrimônio digital e as memórias líquidas no espetáculo do instagram

Resumo

Aborda o patrimônio digital, sua constituição na memória social de determinados grupos, sua possível constituição identitária e a razão de sua preservação e disseminação, baseada na cultura e a significação atribuídas aos patrimônios tomados pela informação digital na modernidade líquida. Tem como objetivo problematizar os limites (in)existentes para disseminação e para a preservação das informações em meio digital, com foco na salvaguarda e perpetuação da memória social dos referidos patrimônios. Circunscritos em um regime de informação singular do ambiente da cultura virtual, ou cibercultura, os patrimônios digitais, por meio da informação, atuam como um sistema condicionado e condicionante dos sujeitos contemporâneos, impondo à busca por identidade um vínculo diferente e multifacetado do ordinário. Utilizou-se da rede social Instagram como objeto de estudo e a aplicação do questionário para coletar informações sobre a utilização do Instagram para fins memoriais. Como resultado, foi identificado o impacto cotidiano da rede social Instagram nos sujeitos e suas relações, suas práticas de divulgação de espaços culturais, a intencionalidade das postagens e a constituição de suas memórias.   Palavras-chave:  Memória Social; Patrimônio Digital; Cibercultura; Identidade; Instagram.   Link: http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/pci/article/view/3340

Biografia do Autor

Stphanie Sá Leitão Grimaldi , Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, PB, Brasil.


Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação.

Maria Nilza Barbosa Rosa , Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, PB, Brasil.


Pós-doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação.

José Mauro Matheus Loureiro , Universidade Federal do Estado Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ,Brasil.


Docente na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro e do Programa de
Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal da Paraíba.

Bernardina Freire de Oliveira , Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, PB, Brasil.


Docente no Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação

Publicado
2020-05-29
Seção
Resumos de artigos científicos