Representação em SKOS de um microtesauro de conhecimentos estratégicos nas organizações

Resumo

A retórica acerca da necessidade de se explorar ferramentas que contribuam para o crescimento ordenado da Web pelo prisma das transformações que o avanço tecnológico tem causado na sociedade é cada vez mais substancial. Sendo assim, métodos de organização da informação são de expressiva importância para garantir não apenas a recuperação da mesma, mas igualmente promover a transposição das fronteiras culturais e geográficas de acesso à informação. Nesse cenário, ressaltam-se os Sistemas de Organização do Conhecimento (Knowledge Organization Systems) como ferramentas que englobam todos os tipos de esquemas que visam promover a gestão do conhecimento, como esquemas de classificação, cabeçalhos de assunto, tesauros, ontologias, entre outros. Em 2009, a Word Wide Web Consortium apresentou o SKOS – Simple Knowledge Organization System como um modelo que tem se destacado na padronização de recursos informacionais na Web, pois fornece uma maneira de representar os Sistemas de Organização do Conhecimento tradicionais permitindo que eles sejam legíveis por máquinas. Considerando a crescente tendência de elaboração de tesauros para utilização em ambientes digitais, destacamos o Tesauro Brasileiro de Ciência da Informação, publicado em 2014 pelo Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia, como instrumento fundamental para recuperar e acessar informações com precisão. Sem dúvidas, sua transposição para a Web representa ainda mais um avanço para a área de Biblioteconomia e Ciência da Informação. Portanto, o presente trabalho se dedica à avaliação da conversão da categoria “Informação e Conhecimento Estratégicos nas Organizações” do Tesauro Brasileiro de Ciência da Informação em um microtesauro em SKOS. Trata-se de uma pesquisa de cunho teórico e metodológico que se propõe a abordar os temas de representação, organização e disponibilização de vocabulários em ambientes digitais. Caracteriza-se, também, como pesquisa de natureza aplicada e exploratória uma vez que objetiva gerar conhecimentos para aplicação prática. O presente estudo evidenciou que o SKOS se apresenta como uma opção de baixo custo, favorece maior interoperabilidade entre vocabulários a partir da integração de diferentes conjuntos de dados e tem expressiva contribuição para o aperfeiçoamento das tradicionais ferramentas de recuperação da informação.   Palavras-chave: Sistema de Organização do Conhecimento Simples. Representação da informação. Linguagens Documentárias. Link: http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/pci/article/view/4193

Biografia do Autor

Marilia Winkler de Morais , Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, SP, Brasil.


Graduanda em Biblioteconomia e Ciência da Informação.

Rogério Aparecido Sá Ramalho , Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, SP, Brasil.


Professor Associado vinculado ao Departamento de Ciência da Informação.

Publicado
2020-05-29
Seção
Resumos de artigos científicos