[1]
L. G. Molina e M. L. P. Valentim, “MEMÓRIA ORGANIZACIONAL COMO FORMA DE PRESERVAÇÃO DO CONHECIMENTO”, Perspectivas em Gestão & Conhecimento, vol. 5, nº 2, p. 147-169, dez. 2015.