[ID 41272] LIMITAÇÃO DE ATIVIDADE E CONSCIÊNCIA DE RISCO EM CLIENTES ACOMETIDOS PELA HANSENÍASE

  • Carla Rossana Lima Costa Universidade Federal da Paraíba
  • Karen Krystine Gonçalves Brito Universidade Federal da Paraíba
  • Mônica Valéria Morais de Oliveira Enfermeira especialista em Saúde Coletiva pela FAZER/PB Brasil.
  • Mirian Alves Silva Professora Adjunto I da Universidade Federal da Paraíba. João Pessoa, Paraíba, Brasil
  • Maria Julia Guimarães Oliveira Soares Professora titular da Universidade Federal da Paraíba

Resumo

Objetivo: Caracterizar a limitação de atividade e a consciência de risco entre pacientes com hanseníase e analisar a correlação entre os escores da escala SALSA para limitação com a Classificação Operacional, Forma Clínica, Reação Hansênica e Consciência de Risco. Material e Métodos: Estudo descritivo, seccional, quantitativo realizado com indivíduos com hanseníase utilizando a Screening of Activity Limitation and Safety Awarenes (Escala SALSA) para diagnóstico situacional. Para análise dos dados adotou-se o software estatístico SPSS 20.0. Resultados: O perfil sociodemográfico da amostra aponta elevados índices de detecção da doença na população masculina (70,5%), com escolaridade de nível fundamental (58,8%), baixa renda, em faixa etária economicamente produtiva. A faixa etária oscilou entre 15 e 69 anos. Identificou-se leve limitação (escores 25 a 39) e baixa consciência de risco (escores 0 a 5), havendo forte significância estatística entre as mesmas (p=0,001). Verificou-se correlação positiva da limitação de atividade com a reação hansênica (r=0,068) e a consciência de risco (r=0,801). Observou-se ainda que a consciência de risco foi baixa em todos os aspectos, contudo estiveram correlacionadas as formas mais graves da doença e aos clientes que já apresentavam alguma limitação. Conclusão: A existência de limitação para AVD’s, embora em categoria leve, bem como nenhuma e baixa consciência de risco sinalizam para a necessidade de fortalecimento de ações de prevenção das incapacidades, dentre as quais, a educação em saúde consolida-se como ferramenta relevante, mediadora de reversibilidade destas consequências. DESCRITORES: Hanseníase. Risco. Limitação Crônica da Atividade.
Publicado
2019-12-16
Como Citar
Costa, C. R. L., Brito, K. K. G., Mônica Valéria Morais de Oliveira, Mirian Alves Silva, & Soares, M. J. G. O. (2019). [ID 41272] LIMITAÇÃO DE ATIVIDADE E CONSCIÊNCIA DE RISCO EM CLIENTES ACOMETIDOS PELA HANSENÍASE. Revista Brasileira De Ciências Da Saúde, 23(4). https://doi.org/10.22478/ufpb.2317-6032.2019v23n4.41272
Seção
Pesquisa