SISTEMA SOCIOEDUCATIVO NO ESTADO DA PARAÍBA

avanços e desafios

Autores

  • Gilvaneide Nunes da Silva Faculdades Integradas de Patos, Brasil.
  • Gabriel dos Santos Gomes

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1983-1579.2017v10n2.43981

Palavras-chave:

Educação

Resumo

Discute sobre o Sistema Socioeducativo no Estado da Paraíba considerando seus avanços e desafios, bem como a legislação que forma o sistema de garantia de direito. Sabe-se que o sistema socioeducativo só veio a ser regulamentado no ano de 2012 com a lei do Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo - SINASE, o qual busca garantir o direito e a proteção integral aos adolescentes em conflito com a lei. O SINASE tem como competência elaborar planos socioeducativo com duração de dez anos, tendo como objetivo articulação em rede com as demais políticas públicas educação, saúde, cultura entre outras. Articulado entre os três níveis da esfera, O SINASE constitui-se no conjunto ordenado de princípios, regras e critérios, de caráter jurídico, político, pedagógico, financeiro e administrativo. No que se refere o Estado da Paraíba o Sistema Socioeducativo está se fortalecendo seguindo os princípios e diretrizes que se põe no Plano Nacional e Estadual. A pesquisa utilizada foi de forma bibliográfica, com dados contidos nos Plano Estadual.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Gilvaneide Nunes da Silva, Faculdades Integradas de Patos, Brasil.

Mestre em Serviço Social pela Universidade Federal da Paraíba. Professora da Pós-Graduação da FIP/Patos. 

Referências

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal: Art. 227. Disponível em: <http://www.joinpp.ufma.br/jornadas/joinpp2013/JornadaEixo2013/anais-eixo8direitosepoliticaspublicas/aassistenciasocialcomopoliticapublicadedireito.pdf>

_______ Estatuto da criança e do adolescente: Lei federal nº 8069, de 13 de julho de 1990. Brasília – DF. Acesso em: dezembro de 2018. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L8069.htm>

Fundação Desenvolvimento da Criança e do Adolescente Alice de Almeida – FUNDAC. Acesso em: dezembro de 2018.

Disponível em : <http://www.fundac.pb.gov.br/>

BENEVIDES, Jamille; DANIEL, Rosangela; BERWIG, Solange Emilene. Políticas públicas e Estatuto da Criança e do Adolescente – materialização dos direitos das crianças e adolescentes. III Seminário Internacional de Ciências Sócias – Ciência Política. São Borja – RS, 2014. Acesso em: dezembro de 2018. Disponível em: <http://cursos.unipampa.edu.br/cursos/cienciapolitica/files/2014/06/Artigo-para-o-III-Buscando-Sul.pdf>

FRASSETTO, Flávio Américo et al. Gênese e desdobramentos da Lei 12594/2012: reflexos na ação socioeducativa. Revista Brasileira Adolescência e Conflitualidade, n. 6, 2012.

GARCIA, Mariana Ferreira. A Constituição histórica dos direitos da criança e do adolescente: do abrigo ao acolhimento institucional. Florianópolis – SC, 2009.

LORENZI, Gisella Werneck. Uma Breve História dos Direitos da Criança e do Adolescente no Brasil. 30 de nov. 2016. Acesso em: 27 de Set. 2017. Disponivel:<http://fundacaotelefonica.org.br/promenino/trabalhoinfantil/noticia/uma-breve-historia-dos-direitos-da-crianca-e-do-adolescente-no-brasil/>

OLIVEIRA, Thalissa Corrêa de. Evolução histórica dos direitos da criança e do adolescente com ênfase no ordenamento jurídico brasileiro. Valença, 2014.

RIZZINI, Irene.A institucionalização de crianças no Brasil: percurso histórico e desafios do presente. Rio de Janeiro, Ed. Loyola, 2004.

TEIXEIRA, Edna Maria. Criança e Adolescente e o Sistema de Garantia de Direitos. Revista Acadêmica da Escola Superior do Ministério Público do Ceará. Fortaleza - CE v. 2, 2008.

Downloads

Publicado

2019-01-15

Como Citar

SILVA, G. N. da; GOMES, G. dos S. SISTEMA SOCIOEDUCATIVO NO ESTADO DA PARAÍBA: avanços e desafios. Revista Espaço do Currículo, [S. l.], v. 10, n. 2, 2019. DOI: 10.22478/ufpb.1983-1579.2017v10n2.43981. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/rec/article/view/ufpb.1983-1579.2017v10n2.43981. Acesso em: 25 out. 2021.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)