Revista Espaço do Currículo https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/rec <p>A Revista Espaço do Currículo é uma revista eletrônica de <strong>qualis A3 (2017-2020) em Educação</strong>, organizada pelo Grupo de Estudos e Pesquisas em Políticas Curriculares (GEPPC), da Universidade Federal da Paraíba. Tem como objetivo socializar conhecimentos sobre abordagens curriculares produzidas em âmbitos Internacional e Nacional. Como espaço de divulgação eletrônica, a sua pretensão é facilitar e aprofundar o diálogo acadêmico, não de forma ruidosa, mas na perspectiva de dar visibilidade à relação existente entre sociedade, educação e currículo num mundo sem fronteiras. É uma publicação quadrimestral e reserva-se o direito de selecionar os artigos enviados, espontaneamente, e submetê-los à apreciação de um Conselho Editorial constituído por investigadores de diferentes instituições e países.</p> pt-BR <p style="margin-bottom: 8.0pt; text-align: justify; line-height: 150%;">Ao submeter um artigo à Revista Espaço do Currículo (REC) e tê-lo aprovado, os autores concordam em ceder, sem remuneração, os seguintes direitos à Revista Espaço do Currículo: os direitos de primeira publicação e a permissão para que a REC redistribua esse artigo e seus metadados aos serviços de indexação e referência que seus editores julguem apropriados.</p> rec@ce.ufpb.br (Profa. Dra. Ana Claudia da Silva Rodrigues e Profa. Dra. Maria Zuleide da Costa Pereira) periodicos.ufpb@gmail.com (Portal de Periódicos da UFPB) Fri, 12 Jul 2024 00:00:00 -0300 OJS 3.3.0.5 http://blogs.law.harvard.edu/tech/rss 60 CURRICULO ESCOLAR E A ORGANIZAÇÃO DO ENSINO https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/rec/article/view/67658 <p>O presente artigo objetiva discutir concepções de Currículo Escolar a partir de uma abordagem histórica. A iniciativa tem como princípio compreender o currículo contemporâneo expresso a partir da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e sua intersecção com componentes curriculares contemporâneos emergentes; à saber, o Projeto de Vida. Apoiada na chamada Pedagogia das Competências, a BNCC possui como instrumento norteador uma Agenda para a Juventude (2018) – proveniente do relatório de Competências e Empregos do Banco Mundial (BM); e, em consonância aos aspectos defendidos por Philipe Perrenout (2000) - utiliza como aporte teórico as competências socioemocionais como embasamento para a manutenção de empregos. Desse modo, articulado a atender essa nova demanda, atrelada à legislação brasileira, o componente curricular Projeto de Vida nasce como ementa estrutural que pretende – a <em>longo prazo</em> - garantir o pleno desenvolvimento dos estudantes. Debruçados na teoria crítica, comprovamos a premissa de que – a partir do exposto - há um esvaziamento do saber sistematizado. A disciplina Projeto de Vida expressa uma adequação dos estudantes aos modos de produção capitalista em razão da mera qualificação para funções novas e/ou habituais de trabalhos imediatistas.</p> Natália Oliveira, Camila Aparecida Ferreira Copyright (c) 2024 Revista Espaço do Currículo http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/rec/article/view/67658 Fri, 12 Jul 2024 00:00:00 -0300 EXPERIÊNCIAFORMAÇÃO https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/rec/article/view/68496 <p class="ResumoportugusdaREC">Este artigo apresenta os resultados da pesquisa de mestrado, que pretendeu compreender como a fotografia participa da formação incial de professores(as) de uma Universidade estadual, lotada no interior da Bahia. Numa perspectiva qualitativa, a pesquisa descritiva utilizou do dispositivo de Grupos de Experiências, nos quais foram produzidos dados e informações sobre como os(as) licenciandos(as) se relacionavam com a fotografia em sua dimensão de produção e recepção. Os dados produzidos no campo foram analisados a partir das contribuições das hermenêuticas filosóficas. Diante do uso massivo e automatizado da fotografia na atualidade, compreende-se que a experiência com a fotografia na sua dimensão de produção e recepção pode ser uma experiência formativa no sentido de colocar o intérprete em relação com suas histórias de vida, oferecendo outros horizontes de mundo capazes de atualizar preconceitos em direção à construção de existencialidades inventivas/inventadas. Diante disso, como a polissemia fotográfica pode forjar uma pedagogia da experiênciaformação?</p> Ronivaldo da Silva de Almeida, Rosane Meire Vieira de Jesus Copyright (c) 2024 Revista Espaço do Currículo http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/rec/article/view/68496 Fri, 12 Jul 2024 00:00:00 -0300 PEDAGOGIA DA/NA/PARA A LIBERDADE https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/rec/article/view/67578 <p>O presente artigo tem como objetivo refletir, no contexto da escola pública brasileira, a herança de um currículo escolar carregado de pressupostos coloniais, tradicionais e como reprodutora de culturas e saberes impostos pela lógica europeia. Como aporte teórico pautamo-nos em autores que argumentam ser imprescindível repensar o lugar da educação como espaço de ruptura de um <em>status quo </em>que desconsidera o sujeito conhecedor de sua própria realidade e inviabiliza os contextos de lutas dos que vivem às margens da sociedade. Nessa direção, partimos de um tema presente no currículo escolar brasileiro para uma proposta de educação decolonizadora, IN-Trans-disciplinar e transgressiva no intuito de abrir caminhos para novas <em>práxis </em>educativas.</p> Grassinete Carioca de Albuquerque Oliveira, Jacson da Silva Queiroz Copyright (c) 2024 Revista Espaço do Currículo http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/rec/article/view/67578 Thu, 18 Jul 2024 00:00:00 -0300 A CONSTRUÇÃO DE CURRÍCULOS POR MEIO DE METODOLOGIAS ATIVAS https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/rec/article/view/68288 <p>Em tempos de incertezas, mudanças e desafios enfrentados pela Educação Superior, as estratégias de ensino docente podem contribuir para a implantação da aprendizagem ativa na sala de aula. Todavia, as metodologias ativas apresentam controle, monitoramento e avaliação de todo o processo de ensino-aprendizagem, ao passo que as estratégias do ensino docente, não necessariamente têm essa intenção. Sendo assim, as metodologias ativas de Aprendizagem Baseada em Problemas (ABP) e de Aprendizagem Baseada em Projetos (ABPj) são apresentadas de forma estruturada, como candidatas em potencial para uso na Educação Superior. Ademais, são apresentadas novas possibilidades para as estruturas que compõem um currículo, denominadas células curriculares, propostas a partir de quatro modelos: (a) célula curricular que utiliza apenas a metodologia ativa de ABP (modelo A); (b) célula curricular que utiliza apenas a metodologia ativa de ABPj (modelo B); (c) célula curricular híbrida que utiliza as metodologias ativas de ABP e de ABPj (modelo C); e (d) célula curricular híbrida que utiliza as metodologias ativas de ABP e de ABPj, e aulas expositivas dialogadas (modelo D). A partir de pequenas modificações nos modelos B e C das células, é apresentada uma proposta de estruturação do currículo para um Curso de Especialização <em>Lato Sensu</em> em Engenharia Intercultural. Os desafios na implantação das metodologias ativas são enormes, e a busca da inovação curricular não pode vir repentinamente ou radicalmente. De fato, é preciso diálogo, compreensão das práticas estabelecidas e construção de alicerce sólido, para que os envolvidos no processo compreendam a importância da verdadeira transformação.</p> Getúlio Antero de Deus Júnior Copyright (c) 2024 Revista Espaço do Currículo http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/rec/article/view/68288 Fri, 12 Jul 2024 00:00:00 -0300 PROFISSÃO DOCENTE E CURRÍCULO NARRATIVO https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/rec/article/view/67687 <p>Este ensaio analisa a construção de itinerários formativos para a formação docente, embasado nas visões de Francisco Imbernón (2011) e no conceito de currículo narrativo de Ivor Goodson (2007, 2022). Examina trajetórias e saberes cruciais para a formação de educadores, com ênfase na reflexão sobre a prática pedagógica. Com base nesses autores, enfatiza-se a relevância das narrativas pessoais dos professores para revelar o conhecimento tácito inerente à profissão docente. Essas histórias de vida constituem uma epistemologia singular da docência, fornecendo a base fundamental para a formação de futuros professores. Dessa forma, a interseção entre as ideias de Imbernón e Goodson lança luz sobre a importância de reconhecer e aproveitar as experiências individuais dos educadores como alicerces para a formação pedagógica.</p> Cidney Antonio Surdi Junior, Otília Maria Alves da Nóbrega Alberto Dantas Copyright (c) 2024 Revista Espaço do Currículo http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/rec/article/view/67687 Fri, 12 Jul 2024 00:00:00 -0300 DA REFORMA FRANCISCO CAMPOS E MOVIMENTO REVOGA JÁ https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/rec/article/view/67648 <p>A história do Ensino Médio no Brasil é um reflexo das mudanças socioeconômicas pelas quais o país passou desde a Proclamação da República até a atualidade. O objetivo deste artigo não é focar em tais fatos e sim analisar as políticas curriculares do Ensino Médio no Brasil a partir da Reforma Francisco Campos até a Reforma do Novo Ensino Médio efetivada na Lei 13.415/2017 (BRASIL, 2017). Para alcançar tal propósito será feita uma leitura das principais leis que marcaram esse nível de ensino com o intuito de debater sobre os embates políticos que situaram o contexto contemporâneo de grandes mudanças curriculares e seus reflexos na autonomia discente enquanto seu papel ativo neste processo de aprendizagem. Ainda neste estudo contemplam-se os efeitos que o movimento #Revoga já Novo Ensino Médio encaminhou e os resultados alcançados até o momento, a saber, abertura da consulta pública e a posterior divulgação dos seus resultados, indicando uma transparência maior em relação à momentos anteriores e um avanço no que diz respeito às políticas públicas educacionais. </p> Marta Barbosa Satiro de Araujo, Heloize da Cunha Charret Copyright (c) 2024 Revista Espaço do Currículo http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/rec/article/view/67648 Fri, 12 Jul 2024 00:00:00 -0300 PROFESSORES DE LÍNGUA PORTUGUESA EM FORMAÇÃO NAS/DAS/COM AS REDES DOS COTIDIANOS ESCOLARES https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/rec/article/view/68451 <p>Este estudo valoriza nos processos formativos de professores, as astúcias, as singularidades e as subjetividades das <em>práticaspolíticas </em>nas/das/com as redes cotidianas escolares. Teve-se como objetivo principal problematizar as tramas de professores de Língua Portuguesa em formação, bolsistas egressos(as) do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência, da Universidade Federal do Amazonas (PIBID/UFAM), tecidas nas redes de <em>saberesfazeres</em> dos/nos/com os cotidianos de escolas públicas estaduais de Manaus-Am. A inspiração teórico-metodológico-política foi dos estudos dos/nos/com os cotidianos escolares no Brasil, sob a luz da teoria do cotidiano de Michel de Certeau. As <em>imagens-narrativas</em> relatam as <em>práticaspolíticas</em> dos currículos-formação das professoras produzidas nas <em>tessituras </em>coletivas de afetos, trocas, negociações e conflitos, que são potencialmente significativos à formação docente contínua.</p> Anaylle Queiroz Pinto, João Luiz da Costa Barros, Victor José Machado de Oliveira Copyright (c) 2024 Revista Espaço do Currículo http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/rec/article/view/68451 Thu, 18 Jul 2024 00:00:00 -0300 CURRÍCULO INTEGRADO NO CURSO DE FORMAÇÃO PEDAGÓGICA EAD https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/rec/article/view/67887 <p>O estudo objetivou destacar as diferentes concepções de currículo integrado dos professores formadores (não licenciados) com ênfase no curso Formação Pedagógica na modalidade de Educação à Distância (EAD), através das suas narrativas. Com isso, a pergunta de pesquisa é: Quais as concepções de currículo integrado possuem os professores formadores do curso da Formação Pedagógica EAD? Pesquisa de abordagem e característica qualitativa, cuja produção dos dados utilizou-se a técnica de entrevistas semiestruturada com os professores formadores. Para análise e discussão dos dados aplicamos o método com base na teoria da Análise de conteúdo (Bardin, 1977). Para produção dos dados, primeiramente, identificamos os professores formadores que atuam no curso e realizamos as entrevistas. Nas análises definimos categorias anteriores e posteriores à entrevista. As categorias anteriores foram definidas a partir das respostas dos professores que se aproximam do referencial teórico sobre o currículo integrado. As categorias posteriores foram produzidas depois da análise das entrevistas que possibilitaram novos entendimentos sobre o Currículo Integrado. Constatamos que o currículo integrado em uma instituição de ensino da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica (EPT) viabiliza a integração entre a formação geral, técnica e política, e que se avance para abrir novos caminhos no desenvolvimento das ações pedagógicas e políticas para transformar a sociedade.</p> Luciana Paslauski Knebel, Adão Caron Cambraia Copyright (c) 2024 Revista Espaço do Currículo http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/rec/article/view/67887 Fri, 12 Jul 2024 00:00:00 -0300