Telejornalismo e WhatsApp: construindo a notícia

Thiago SOARES, Raíssa Lima ONOFRE

Resumo


A presente pesquisa buscou compreender como as práticas jornalísticas são reformuladas em face ao uso do dispositivo tecnológico WhatsApp nas rotinas produtivas do telejornalismo. Partimos do pressuposto de que os jornalistas devem estar atentos às transformações ocorridas na comunicação a partir da convergência midiática, de modo que é preciso preparar as Redações para adquirir habilidades digitais necessárias ao mercado de trabalho. Com base nessas reflexões, buscamos responder ao seguinte questionamento: de que forma o WhatsApp afeta nas rotinas produtivas do telejornalismo? Fizemos uma contextualização quanto à temática para em seguida adentrar em um aspecto mais prático baseado em casos como o Bom Dia Paraíba, telejornal local da Rede Globo, e Jornal Extra, site de jornalismo do grupo Globo.

DOI: 10.21204/2359-375X/ancora.v3n2p68-106



Palavras-chave


Telejornalismo; Rotinas produtivas; WhatsApp.

Texto completo:

PDF

Referências


ALSINA, Miquel Rodrigo. A construção da Notícia. Petrópolis: Vozes, 2009. [Coleção Clássicos da Comunicação Social]

Após ter contas banidas no WhatsApp, Extra decide apostar no Telegram para trocar informações com os leitores. ANJ – Associação Nacional de Jornais. Disponível em:< http://www.anj.org.br/2016/06/10/apos-ter-contas-banidas-no-whatsapp-extra-decide-apostar-no-telegram-para-trocar-informacoes-com-os-leitores/ >. Acesso em: 15 jun. 2016.

CUNHA, Albertino Aor da. Telejornalismo. São Paulo: Atlas, 1990.

DUARTE, Elizabeth. Preâmbulo. In: DUARTE, Elizabeth Bastos; CASTRO, Maria Lilia Dias. Comunicação audiovisual: gêneros e formatos. São Paulo: Sulina, 2007, p.7-18.

DUARTE, José. Assessoria de imprensa e relacionamento com a mídia: teoria e técnica. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2011.

#Éboato: Foto que circula nas redes com jovem ostentando arma não é de menino morto no Borel. EXTRA: Edição Digital. Acesso em: 18 jun. 2016. Disponível em: < http://extra.globo.com/casos-de-policia/eboato-foto-que-circula-nas-redes-com-jovem-ostentando-arma-nao-de-menino-morto-no-borel-19641590.html >.

EXTRA tem novo número de WhatsApp: (21) 99602-2721. EXTRA: Edição Digital. Disponível em: < http://oglobo.globo.com/sociedade/tecnologia/extra-tem-novo-numero-de-whatsapp-21-99602-2721-19447543 >. Acesso em: 12 jul. 2016.

Corpo esquartejado é encontrado na Praia de Copacabana. EXTRA: Edição Digital. Disponível em: < http://extra.globo.com/casos-de-policia/corpo-esquartejado-encontrado-na-praia-de-copacabana-19608854.html >. Acesso em: 12 jul. 2016.

FECHINE, Ivana. Televisão e presença: uma abordagem da transmissão direta. São Paulo: Estação das Letras e Cores, 2008.

JENKINS, Henry. Cultura da convergência. São Paulo: Aleph, 2013.

JOST, François. Seis lições sobre televisão. Porto Alegre: Sulina, 2004.

PATERNOSTRO, Vera Iris. Texto na TV: manual de telejornalismo. Rio de Janeiro: Campus, 1999.

PENA, Felipe. Teorias do jornalismo. São Paulo: Contexto, 2010.

Governo elabora projeto para regular acesso a informações do WhatsApp. Portal G1. Disponível em: < http://g1.globo.com/politica/noticia/2016/07/governo-elabora-projeto-para-regular-acesso-informacoes-do-whatsapp.html >. Acesso em: 22 jul. 2016.

STF suspende decisão da Justiça do Rio que bloqueou WhatsApp. Portal G1. Disponível em: < http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2016/07/stf-suspende-decisao-da-justica-do-rio-que-bloqueou-whatsapp.html >. Acesso em: 22 jul. 2016.

RAMALHO, José Antônio. Mídias Sociais na prática. São Paulo: Elsevier, 2010.

SÁ BARRETO, Carmen Virgínia Montenegro. Comunidades midiáticas e culturas: as inter-relações dialógicas na produção dos telejornais da Globo NETV e Jornal do Almoço. PGCOM/UNISINOS. São Leopoldo/RS, 2006. Tese (Doutorado em Ciências da Comunicação). São Leopoldo/RS, 2006.

SÁ BARRETO, Carmen Virgínia Montenegro. Comunidades simbólicas: identificação imaginária, pactos e vínculos em telejornalismo. João Pessoa: Editora da UFPB, 2013.

SHOEMAKER, Pamela J. Teoria do gatekeeping: construção e seleção da notícia. Porto Alegre: Penso, 2011.

TRAQUINA, Nelson. O que é jornalismo. Lisboa: Quimera, 2002.

WOLF, Mauro. Teorias da comunicação. Lisboa: editora Presença, 1994.




DOI: http://dx.doi.org/10.21204/2359-375X/ancora.v3n2p68-106

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



ISSN 2359-375X | Diretórios, Indexadores e Plataformas de Avaliação |
 DOAJ - Suécia | Latindex - México | Crossref - USA/United Kingdom OLCL WorldCat - Estados Unidos | Elektronische Zeitschriftenbibliothek - Alemanha MIAR - Espanha | REDIB - Espanha
 
DAIJ - Indonésia | SHERPA/RoMEO - Inglaterra | ResearchBid - Reino Unido | Eurasian Scientific Journal Index - República do Cazaquistão | UNIVERSAL IMPACT FACTOR - Journal Impact Factor | Crosscheck | Vérsila - Brasil | USA | Directory of Research Journals Indexing - Índia | Journal TOCS - Reino Unido
 
Sumários.org - Brasil | Diadorim - Brasil | SEER | IBICT - Brasil | REVIScom - Brasil
Periódicos UFPB - Brasil | LivRe - Brasil | Biblioteke Virtual - Brasil | Google Acadêmico

     
                



   
        

ÂNCORA é uma publicação eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Jornalismo da Universidade Federal da Paraíba | Centro de Comunicação, Turismo e Artes | Cidade Universitária, João Pessoa - Paraíba - Brasil | CEP: 58.051-970 | E-mail: revistaancoraufpb@gmail.com

Licença Creative Commons

Este trabalho dispõe da Licença de Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.