PARA ALÉM DA TÉCNICA: experiência moral e combate à corrupção em processos de auditoria pública

Simone Magalhães Brito

Resumo


O objetivo deste artigo é analisar a experiência moral de auditores de um órgão de fiscalização e controle estadual. O intenso debate sobre a corrupção, aliado às mudanças ocorridas nos processos de auditoria pública, especialmente a partir da Lei de Responsabilidade Fiscal, criou um panorama onde transparência e boas práticas se tornam centrais na administração de recursos públicos. A partir de uma pesquisa de campo em um tribunal de contas e de entrevistas, o trabalho analisa valores desenvolvidos na prática cotidiana de combate à corrupção, trazendo para o centro da discussão aquilo que normalmente se descarta como “moralismo”. Os resultados mostram como a visão “técnica” sobre a corrupção é marcada por uma economia de valores que orienta desde o olhar que busca o ‘achado de auditoria’ até a percepção dos limites dos processos de auditoria pública, passando pelas diversas formas de engajamento e expectativas com relação à implementação de boas práticas.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22478/ufpb.1517-5901.2017v1n46.34244

ISSN: 1517-5901