DESCRIÇÃO ARQUIVÍSTICA: a construção de um sistema de banco de dados para recuperação da informação

  • Carlos Alexandre Gomes UEL
  • Nelma Camêlo Araújo UFAL
Palavras-chave: Descrição arquivística. Recuperação da informação. NOBRADE.

Resumo

As organizações públicas e privadas, armazenam um volume considerado de documentos produzidos no decorrer de suas atividades. Para otimizar esse armazenamento, atualmente são realizadas soluções que buscam uma efetiva recuperação de informações, agilizando seu processo na tomada de decisão.  A dificuldade em recuperar a informação, para auxiliar no processo decisório das organizações é o principal motivo de recorrerem aos profissionais da área de Arquivologia. A pesquisa em tela, objetiva desenvolver um sistema de banco de dados na linguagem MS Access na empresa  da rede varejista de medicamentos na cidade de Londrina/PR, descrevendo e recuperando a informação da Massa Documental Acumulada(MDA) no decorrer das atividades das organizações. Como metodologia foi utilizada a norma vigente no pais a Norma Brasileira de Descrição Arquivística (NOBRADE)  a partir de suas áreas. Após a implantação do banco de dados, concluiu-se que a utilização da NOBRADE para a descrição da massa documental da empresa é um instrumento fundamental no processo de tomada de decisão, pois o documento gerado pela empresa pode ser recuperado com rapidez e precisão.

 

Biografia do Autor

Carlos Alexandre Gomes, UEL

Especialista em Sistemas de Informação pela Universidade Católica de Londrina/PR. Bacharel em Arquivologia pela Universidade Estadual de Londrina/PR. Arquivista do Banco PAN S/A, São Paulo.

Nelma Camêlo Araújo, UFAL
Professora Assistente do Curso de Biblioteconomia da UFAL. Membro do Comitê de Ética da UFAL. Coordenadora do Núcleo Docente Estruturante do Curso de Biblioteconomia da UFAL. Ex-Coordenadora do Curso de Graduação e Pós-Graduação em Arquivologia na Universidade Estadual de Londrina, como Professora Assistente B. Mestre em Ciência da Informação pela Universidade Federal de Santa Catarina. Especialista em Gestão Estratégica da Informação e Bacharel em Biblioteconomia, ambas pela Universidade Federal de Minas Gerais.

Referências

ANDRADE, Ricardo Sodré; SILVA, Rubens R. G. da. Aspectos teóricos e históricos da descrição arquivística e uma nova geração de instrumentos arquivísticos de referência. Ponto de Acesso, Salvador, v. 2, n. 3, p. 14-29, dez. 2008. Disponivel em: < http://www.portalseer.ufba.br/index.php/revistaici/article/view/3211/2335>. Acesso em: 15 jun. 2014.

BARROS, Thiago Henrique Bragato. A construção discursiva em arquivistica: uma analise do percurso histórico e conceitual da disciplina por meio dos conceitos de classificação e descrição. Dissertação (Mestrado em Ciencia da Informação). Universidade Estadual Paulista, 2010. Disponível em: <http://www.marilia.unesp.br/Home/Pos-Graduacao/CienciadaInformacao/Dissertacoes/barros_thb_me_mar.pdf>. >. Acesso em: 25 ago. 2014.

CONSELHO NACIONAL DE ARQUIVOS. Norma brasileira de descrição Arquivística. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2006. 124p

LEÃO, Flavia Carneiro. A representação da informação arquivística permanente: a normalização descritiva e a isad (g). 81 p. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação). Universidade de São Paulo, 2006. Disponível em: < www.pos.eca.usp.br/index.php?q=pt-br/node/3773>. Acesso em: 18 abr. 2014.

MARCONDES, Carlos Henrique. Representação e economia da informação. Ci. Inf., Brasilia, v.30, n.1, p.61-70, jan./abr. 2001.

OLIVEIRA, Ângela Aparecida de (et al). Princípios da descrição arquivística: do suporte convencional ao eletrônico. Arquivistica.net, Rio de Janeiro, v. 2, n. 2, p. 38-51, ago./dez. 2006.

PAES, Marilena Leite. Arquivo: teoria e prática. Rio de Janeiro: FGV, 2008. 228 p.

SCHELLENBERG. Theodore Roosevelt. Arquivos modernos. Rio de janeiro: FGV, 2008. 338 p.

Publicado
2015-06-30
Como Citar
GOMES, C. A.; ARAÚJO, N. C. DESCRIÇÃO ARQUIVÍSTICA: a construção de um sistema de banco de dados para recuperação da informação. Archeion Online, v. 3, n. 1, p. 45-64, 30 jun. 2015.
Seção
Relatos de Pesquisa