“EU SOU PRETO, PROFESSORA?” CURRÍCULO E MULTICULTURALISMO NO ESPAÇO ESCOLAR: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

  • Hellen Mabel Silva UEFS
  • Eduardo Oliveira Miranda UEFS

Resumo

As discussões acerca da formação do educador frente às mudanças vivenciadas pela sociedade são essenciais para que se construam práticas docentes significativas e atentas à diversidade que constitui o espaço escolar. Partindo do pressuposto de que a formação dos professores deve ser continuada, refletir sobre a própria prática é um elemento aglutinador no processo engenhoso que infere na construção da identidade docente, nas escolhas metodológicas, políticas e éticas as quais são de suma importância para o fazer pedagógico. Acreditamos que o espaço escolar é polissêmico e que as relações, normas e funcionalidades contidas nesse espaço são vivenciadas de formas diferentes pelos educandos, como também por educadores, gestores e demais sujeitos. Nesse sentido, a formação monocultural dos docentes pontua como uma das barreiras para que uma educação multicultural seja desenvolvida na escola. O presente artigo constitui-se como um relato de experiência da autora que, durante a sua atuação profissional se deparou com a necessidade de repensar o seu fazer docente, bem como o currículo perante um ambiente essencialmente multicultural. As relações etnicorraciais imersas na alteridade foram o pano de fundo da reflexão supracitada. Entendendo que a escola desempenha o papel de espaço propulsor no embate entre as diferenças, acreditamos que o mesmo deve servir também como espaço de reflexão e reinvenção das práticas docentes a fim de promover o respeito à diversidade. Palavras-chave: Currículo. Multiculturalismo. Formação
Publicado
2013-01-31
Seção
Educação, Ações Afirmativas e Relações Etnicorraciais