Recitatif: um espaço para diálogos culturais

  • Jessica Torquato Carneiro Universidade Federal de Campina Grande

Resumo

A disseminação de diferentes expressões culturais pelo mundo acontece de maneira intensa na contemporaneidade, sendo a africana uma das que conquistou maior notoriedade entre nós, tornando-se, portanto, obrigatório o seu estudo nas escolas do Brasil de acordo com a lei 10639, sancionada no ano de 2003. Logo, a literatura surge como um caminho essencial para o contato com a cultura africana no ensino básico. Não somente a literatura da África em si, mas, igualmente, a oriunda da diáspora negra, como a afro-americana. Nesse sentido, este trabalho pretende situar o conto “Recitatif”, da autora afro-americana Toni Morrison, no contexto de aula de Língua Inglesa, a partir da análise de aspectos que despertam a consciência do que a diáspora africana significou e significa para a literatura mundial. Busca também estimular a sensibilidade acerca das questões étnicas e ideológicas que contornam o conto e os seus elementos narrativos. Assim, a língua inglesa, por tratar-se da lingua franca atual, permite o diálogo com a literatura proveniente de diversas etnias e expressões culturais, o que evidencia as características da presente sociedade multicultural.

Biografia do Autor

Jessica Torquato Carneiro, Universidade Federal de Campina Grande
Universidade Federal de Campina Grande; Centro de Humanidades; Unidade Acadêmica de Letras; Habilitação em Língua Inglesa
Publicado
2013-03-01
Seção
Iniciação Científica