ESCOLHAS DE CURSOS SUPERIORES DE ESTUDANTES DO ENSINO MÉDIO SEGUNDO A CONDIÇÃO DE COR E SEXO

  • Érica Jaqueline Soares Pinto
  • Maria Eulina Pessoa de Carvalho
  • Glória Rabay

Resumo

As relações etnicorraciais, assim como as relações de gênero, ainda apresentam um cenário de desigualdades que muitas vezes são produzidas e/ou reproduzidas na escola por uma cultura racista e sexista. Nesse cenário, destaca-se a situação das mulheres negras, que enfrentam maiores dificuldades para pleitear cursos superiores de prestígio e ocupar posições profissionais importantes. Considerando essa problemática, este texto apresenta resultados de uma pesquisa sobre as perspectivas de formação profissional de alunas brancas, pardas e negras do Liceu Paraibano, a mais antiga e prestigiosa escola pública de ensino médio da Paraíba. Pretende-se chamar atenção para a relação entre as variáveis cor e sexo e as escolhas de cursos superiores por estudantes do ensino médio. Palavras-chave: Etnia/raça, gênero, escolhas profissionais, ensino médio.

Biografia do Autor

Érica Jaqueline Soares Pinto
Pedagoga, mestranda em Educação na linha de Estudos Culturais da Educação pelo Programa de Pós- Graduação em Educação da UFPB.
Maria Eulina Pessoa de Carvalho
Professora Pesquisadora CNPq. Doutora em Educação. Integrante do PPGE/UFPB e do Núcleo Interdisciplinar de Pesquisa e Ação sobre Mulher e Relações de Sexo e Gênero/UFPB.
Glória Rabay
Professora Pesquisadora CNPq. Doutora em Ciências Sociais. Integrante do Núcleo Interdisciplinar de Pesquisa e Ação sobre Mulher e Relações de Sexo e Gênero/UFPB
Publicado
2013-03-01
Seção
Educação, Ações Afirmativas e Relações Etnicorraciais