A VIVÊNCIA DO RACISMO E DO SEXISMO NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIA E A CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE DAS MENINAS NEGRAS

  • Jussara de Cássia Soares Lopes Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - PUC/Rio

Resumo

O artigo, fruto de projeto de pesquisa em andamento, se propõe a ser uma reflexão sobre quais são os mecanismos de naturalização e recriação do racismo e do sexismo sistematicamente vivenciados na infância e adolescência das mulheres negras, partindo do pressuposto de que são processos fundamentais para a constituição da identidade da mulher negra. Em outras palavras, é um estudo que buscará oferecer pistas para reflexões e análises em torno da discussão de gênero, raça e identidade, articulando com a infância e adolescência. Para tanto, apresentaremos como se deu a escolha do tema, sua relevância dada a pouca produção existente acerca deste debate, visando à compreensão do que é ser menina negra em uma sociedade opressora, racista e patriarcal como a que vivemos.
Publicado
2013-03-01
Seção
Gênero, Geração e Saúde da População Negra