UM OLHAR PARA AS RELAÇÕES ETNICORRACIAIS NUMA ESCUELA INICIAL EM DISTRITO DE EL CARMEN, UMA EXPERIÊNCIA DE INTERCÂMBIO EM PERÚ

  • Carla Liege Rodrigues Pimenta Universidade Estadual da Paraíba
  • Cristiane Maria Nepomuceno Universidade Estadual da Paraíba
  • Elizabeth Paula Flores

Resumo

Este artigo tem como objetivo relatar a experiência de estágio vivenciada por uma estudante do curso de Pedagogia da Universidade Estadual da Paraíba em intercâmbio na Pontifícia Universidad Católica del Perú. Os dados apresentados resultam do estágio realizado em uma Escuela Inicial localizada numa comunidade rural afro peruana chamada El Carmen, província de Chincha. A referida escola oferece classes para crianças de 3 a 5 anos de modo que, tendo o olhar para as relações etnicorraciais como referência, as atividades desenvolvidas tomaram como base a temática da convivência com a diferença e identidade. Os dados foram obtidos a partir de uma observação direta e através desta ação convivemos como agentes atuantes na prática escolar e social. A problemática de nossa pesquisa era identificar nas práticas escolares os conteúdos que mencionassem a participação do africano e afroperuano na formação cultural do Peru, pois entendemos que este reconhecimento permite a construção de relações etnicorraciais dentro do âmbito educacional. Durante esta experiência em outra realidade em relação ao Brasil, vimos que em muitos casos nossa realidade brasileira se assemelha no que se refere à emergência de formação continuada dos professores, pois eles possuem papel primordial para sensibilizar uma consciência crítica da realidade afroperuana, dentro de uma comunidade essencialmente negra e rural, a escola tem uma grande responsabilidade de reproduzir a realidade histórica social da comunidade. PALAVRAS-CHAVE: Identidade. Afroperuano. Afrobrasileiro.
Publicado
2013-03-01
Seção
Educação, Ações Afirmativas e Relações Etnicorraciais