Arquitetura da informação e eye tracking: o que o olhar e os dados revelam

  • Silvana Ap. Borsetti Gregorio Vidotti UNESP - Universidade Estadual Paulista Departamento de Ciência da Informação Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação http://orcid.org/0000-0002-4216-0374
  • Caio Saraiva Coneglian Universidade Estadual Paulista - UNESP http://orcid.org/0000-0002-6126-9113
  • Sandra Milena Roa-Martínez Universidad del Cauca. Universidade Estadual Paulista – UNESP. Programa de Pós-Graduação Em Ciência da Informação http://orcid.org/0000-0002-2271-6101
  • Ana Maria Jensen Ferreira da Costa Ferreira Universidade Estadual Paulista – UNESP. Programa de Pós-Graduação Em Ciência da Informação http://orcid.org/0000-0003-2484-303X
  • Cecilio Merlotti Rodas Instituto Federal de São Paulo - Campus de Votuporanga Universidade Estadual Paulista – UNESP. Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação.
  • José Eduardo Santarem Segundo Universidade de São Paulo - USP Universidade Estadual Paulista - UNESP http://orcid.org/0000-0003-3360-7872

Resumo

No contexto da Arquitetura da Informação é necessário considerar a tríade usuário, contexto e conteúdo, como uma ecologia informacional. Assim, os aportes teóricos desta disciplina junto com o uso das tecnologias podem auxiliar na compreensão do comportamento de usuário em ambientes informacionais digitais. Nesse sentido, a tecnologia de eye tracking permite a identificação da interação do usuário, a partir do rastreamento do olhar. Desta forma, esta pesquisa teve como objetivo, utilizar a tecnologia do eye tracking para identificar e para analisar as interações e o comportamento de usuários no processo de localização de uma informação específica em websites de um mesmo contexto. Para tal, utilizamos uma metodologia exploratória e aplicada, em que se buscou na literatura o referencial teórico, sendo aplicado procedimentos práticos com indivíduos, visando analisar o comportamento informacional deles. Por meio deste estudo, gerou-se um conjunto de informações qualitativas e quantitativas, que possibilitou uma compreensão embasada no comportamento dos usuários ao realizar uma tarefa de localização de um determinado elemento dentro de websites de um contexto definido. As análises das métricas do eye tracking permitiram encontrar uma relação entre o olhar do usuário e os elementos da interface, que podem ser considerados para (re) construir os projetos de Arquitetura da Informação.

Biografia do Autor

Silvana Ap. Borsetti Gregorio Vidotti, UNESP - Universidade Estadual Paulista Departamento de Ciência da Informação Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação

Licenciada em Matemática pelo Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas da UNESP. Especialista em Ciência da Computação pelo Instituto de Ciências Matemáticas de São Carlos da USP. Mestre em Ciências - área de concentração - Ciências da Computação e Matemática Computacional - pelo Instituto de Ciências Matemáticas de São Carlos da USP. Doutora em Educação - área de concentração Educação Brasileira - pela Faculdade de Filosofia e Ciências da UNESP. Professora Assistente-Doutora em Regime de Dedicação Integral à Docência e à Pesquisa da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Filosofia e Ciências - FFC - Campus de Marília, Departamento de Ciência da Informação. Docente dos cursos de graduação em Arquivologia e Biblioteconomia e dos cursos de mestrado acadêmico e doutorado em Ciência da Informação da Unesp. Líder do Grupo de Pesquisa - Novas Tecnologias em Informação. Pesquisadora da área de Ciência da Informação, com ênfases em Tecnologias de Informação e Comunicação e em Arquitetura da Informação digital. Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - nível 2. Temas de interesse: Ciência da Informação, Tecnologia de Informação e Comunicação, Ambientes Informacionais Digitais,  Arquitetura da Informação Digital, Biblioteca Digital, Repositório Digital, Comunicação Científica, Experiência do Usuário e Usabilidade.

ORCID ID: orcid.org/0000-0002-4216-0374
Scopus Author ID: 55382353300
ResearcherID: I-3117-2012

Caio Saraiva Coneglian, Universidade Estadual Paulista - UNESP
Doutorando em Ciência da Informação na UNESP. Possui graduação em Ciência da Computação e mestrado em Ciência da Informação. Tem experiência na área de Ciência da Computação e Ciência da Informação, com ênfase em Web Semântica, Banco de Dados e Repositórios Digitais, atuando principalmente nos seguintes temas: Recuperação de Informação, modelagem de dados, NOSQL, XML, Ontologias. Membro do Grupo de Pesquisa - Novas Tecnologias em Informação.
Sandra Milena Roa-Martínez, Universidad del Cauca. Universidade Estadual Paulista – UNESP. Programa de Pós-Graduação Em Ciência da Informação
Professora Titular do Departamento de Sistema e membro do Grupo de Pesquisa em Inteligência Computacional da Universidade do Cauca (Colômbia), atualmente doutoranda da AUIP no pós-graduação em Ciências de Informação da Universidade Estadual Paulista (UNESP), na linha de pesquisa: Informação e Tecnologia. Mestre em Engenheira e Especialista em Redes de Comunicação da Universidade do Valle, Engenheira de Sistemas da Universidade Industrial de Santander. Pesquisa principalmente na Recuperação de Imagens Baseada em Conteúdo Visual, Arquitetura da Informação e Conteúdos Digitais. Bolsista AUIP/UNESP
Ana Maria Jensen Ferreira da Costa Ferreira, Universidade Estadual Paulista – UNESP. Programa de Pós-Graduação Em Ciência da Informação
Doutoranda em Ciência da Informação, Linha de Pesquisa Informação e Tecnologia, do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação UNESP de Marília, Mestre em Ciência da Informação pelo PPGCI da Faculdade de Filosofia e Ciências UNESP de Marília, Graduada em Biblioteconomia e Arquivologia  pela Faculdade de Filosofia e Ciências UNESP de Marília. Graduada em Administração de Empresas pelo Centro Universitário Eurípedes de Marília. Experiência na área de Administração de Empresas e Gestão Documental. Integrante da equipe do Grupo de Pesquisa Novas Tecnologias em Informação com foco em: Ambientes Informacionais Digitais, Dados Abertos, Transparência de Dados Públicos e Inclusão Digital de usuários da Terceira Idade. Participa do Movimento Escoteiro - Grupo Escoteiro Cristo Rei 100º SP e do Grupo de Pesquisa - Novas Tecnologias em Informação. Bolsista CAPES
Cecilio Merlotti Rodas, Instituto Federal de São Paulo - Campus de Votuporanga Universidade Estadual Paulista – UNESP. Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação.
Doutorando em Ciência da Informação pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp) e membro do Grupo de Pesquisa - Novas Tecnologias em Informação. Mestre em Engenharia Elétrica pela Unesp, área de concentração Ciência da Computação e Automação; Graduado em Ciência da Computação pelo Centro Universitário de Votuporanga; Licenciado em Informática pela Universidade Católica de Brasília; Especialista em Banco de Dados pela Wpos. Professor do Instituto Federal de São Paulo - Campus de Votuporanga em Regime de Dedicação Exclusiva (RDE).
José Eduardo Santarem Segundo, Universidade de São Paulo - USP Universidade Estadual Paulista - UNESP
Doutor e Mestre em Ciência da Informação pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho-UNESP-Marília/SP; docente e coordenador do Curso de Graduação em Ciências da Informação e da Documentação e Biblioteconomia, da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto, da Universidade de São Paulo (USP); Docente do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UNESP/Marília na linha de Informação e Tecnologia. Atua na linha de pesquisa - Ambientes Digitais e Tecnologias Aplicadas a Informação e Comunicação - , com ênfase em Web Semântica, Linked Data, Dados Abertos e Acervos Digitais. Lider do NEWSDA - Núcleo de Estudos em Web Semantica e Dados Abertos. Membro do Grupo de Pesquisa - Novas Tecnologias em Informação.

Referências

BARRETO, A. M. Eye tracking como método de investigação aplicado às ciências da comunicação. Revista Comunicando, v.1, n.1, p. 168-186, dez., 2012. Disponível em: <http://www.revistacomunicando.sopcom.pt/edicao/12>. Acesso em 18 fev. 2016.

BOJKO, A. Eye tracking the user experience. Rosenfeld Media. New York, 2013.

BRODER, A. A taxonomy of web search. ACM Sigir forum. ACM, v.36, n.2. p. 3-10, 2002.

COOKE, L. Improving Usability Through Eye Tracking Research. In: PROFESSIONAL COMMUNICATION CONFERENCE, International, 2004. Proceedings... International: IPCC, 2004. p. 195-198. Disponível em: <http://ieeexplore.ieee.org/iel5/9464/30036/01375297.pdf>. Acesso em: 10 jul. 2016.

DUCHOWSKI, A. Eye tracking methodology: Theory and practice. Springer Science & Business Media, 2007.

GOLDBERG, J. H.; KOTVAL, X. P. Computer interface evaluation using eye movements: methods and constructs. International Journal of Industrial Ergonomics, v.24, n.6, p.631-645, 1999.

INTERNATIONAL ORGANIZATION FOR STANDARDIZATION. ISO 9241‑210:2010: Ergonomics of human-system interaction Part 11. Suiça, 2010. Disponível em: <https://www.iso.org/obp/ui/#iso:std:iso:9241:-11:dis:ed-2:v1:en>. Acesso em: 5 jun. 2016.

LÓPEZ-GIL, J. M. et al. Análisis de la arquitectura de webs mediante tests de estrés de navegación, de usabilidad y eye tracking. El Profesional de la información, 2010, v.19, n.4, p. 359-367, 2010.

MARCOS, M.; GONZÁLEZ-CARO, C. Comportamiento de los usuarios en la página de resultados de los buscadores. Un estudio basado en eye tracking. El profesional de la información, v.19, n.4, p. 348-358, 2010.

NIELSEN, J. Usability engineering. Boston: AP Professional, 1993.

________. Projetando Websites. Rio de Janeiro: Campus, 2000.

________. Usabilidade na web: projetando websites com qualidade. Rio de Janeiro: Elsevier, 2007.

NIELSEN, J.; PERNICE, K. Eyetracking web usability. New Riders, 2010.

POOLE, A.; BALL, L. J.; PHILIPS, P. In search of salience: A response time and

eye movement analysis of bookmark recognition. In: FINCHER, S. et al. (Orgs.). People and Computers XVIII-Design for Life: Proceedings of HCI 2004. Londres: Springer-Verlag Ltd, 2004. p. 363-378. Disponível: <http://link.springer.com/chapter/10.1007/1-84628-062-1_23>. Acesso em: 2 jul. 2016.

POOLE, A.; BALL, L. J. Eye tracking in human-computer interaction and usability research: current status and future. In: GHAOUI, C. (Org.). Encyclopedia of Human-Computer Interaction. Pensilvânea: Idea Group. 2005. Disponível em: <http://citeseer.ist.psu.edu/viewdoc/summary?doi=10.1.1.95.5691>. Acesso em: 16 jun. 2016.

POOLE, A.; BALL, L. J. Eye tracking in HCI and usability research. Encyclopedia of human computer interaction, v. 1, p. 211-219, 2006.

RODAS, C. M.; MARCOS, M.; VIDOTTI, S. A. B. G. Tecnologia de Eye Tracking em User Experience. In: ENCONTRO NACIONAL GESTÃO, POLÍTICAS & TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, 2014, Goiânia. Anais eletrônicos… Goiânia: UFG, 2014. Disponível em: <https://engpti.fic.ufg.br/up/715/o/TECNOLOGIA_DE_EYE_TRACKING_EM_USER_EXPERIENCE_-_pronto.pdf>. Acesso em: 18 mar. 2016.

ROSENFELD, L.; MORVILLE, P.; ARANGO, J. Information architecture: for the Web and Beyond. O'Reilly Media, Inc., 2015.

ULLOA, L. C. et al. News photography for Facebook: effects of images on the visual behaviour of readers in three simulated newspaper formats. Information Research, v.20, n.1, n.p., 2015. Suécia: 2015. Disponível em: <http://InformationR.net/ir/20-1/paper660.html>. Acesso em 20 jun. 2016.

VECHIATO; F. L.; VIDOTTI, S. A. B. G. Avaliação da usabilidade de ambientes informacionais digitais sobre envelhecimento humano no contexto da arquitetura da informação: aplicação de avaliação heurística e testes de usabilidade com usuários idosos. In: Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação, 9., 2008, São Paulo. Anais… São Paulo: ENANCIB, 2008. Disponível em: <http://enancib.ibict.br/index.php/enancib/ixenancib/paper/viewFile/3117/2243>. Acesso em: 15 jul. 2016.

VECHIATO, F. L.; VIDOTTI, S. A. B. G. Subsídios teórico-metodológicos para a construção de ambientes informacionais digitais. In: BORGES, M. M.; CASADO, E. S. (Orgs.). A Ciência da Informação criadora do conhecimento. 2 v. Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra University Press, 2009. p. 287-299. Disponível em: <https://digitalis.uc.pt/handle/10316.2/31929>. Acesso em: 12 jul. 2016.

Publicado
2018-06-05