PERCEPÇÃO DE GESTORES SOBRE LIDERANÇA E INSTRUMENTOS GERENCIAIS

  • Lara Fabiana Dallabona Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC
  • Rosângela Braatz Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC
  • Valkyrie Vieira Fabre Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC
  • Marilei Kroetz Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC
Palavras-chave: Estilos de liderança. Informações contábeis. Informações gerenciais. Microempresas.

Resumo

O estudo objetiva analisar a percepção dos líderes de microempresas comerciais sediadas no Alto Vale do Itajaí, Sul do Brasil, sobre os estilos de liderança e os instrumentos gerenciais utilizados para alavancagem organizacional. Observou-se que o estilo Estrutura/Tarefa apresentou um consenso predominante entre os respondentes. Os gestores utilizam as informações contábeis muito mais para acompanhamento dos negócios e atendimento à parte legal do que como auxiliador nas decisões diárias. Conclui-se que os gestores geralmente consideram importante utilizar os controles operacionais e destacaram que nunca ou poucas vezes utilizam tais instrumentos para auxiliar na gestão e tomada de decisão, porém consideram de extrema relevância para a gestão.

Biografia do Autor

Lara Fabiana Dallabona, Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC
Professora efetiva da Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESCDoutora em Ciências Contábeis e Administração pela FURBMestre em Ciências Contábeis pela FURB
Rosângela Braatz, Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC
Graduada em Ciências Contábeis pela Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC
Valkyrie Vieira Fabre, Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC
Professora efetiva da Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESCDoutoranda em Contabilidade na Universidade Federal de Santa Catarina
Marilei Kroetz, Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC
Professora efetiva da Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESCDoutoranda em Economia no Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade de Lisboa/Portugal 
Publicado
2018-06-30
Edição
Seção
Pesquisas científicas