Ruptura de paradigmas biblioteconômicos, autoformação e mercado de trabalho: estudo de caso

  • Fábio Jose Lobo da Fonseca
  • Fernanda Maria Lobo da Fonseca
  • Nádia Lobo da Fonseca
Palavras-chave: Mercado de trabalho, Inovação, Paradigmas Biblioteconômicos, Empreendedorismo, Autoformação

Resumo

Relaciona a atuação e inserção do bibliotecário brasileiro no mercado de trabalho aos paradigmas biblioteconômicos ainda vigentes: foco no acervo, informação vista apenas como bem social e predominância do ambiente de trabalho biblioteca. Discute alguns paradoxos profissionais relacionando-os aos paradigmas e às competências e habilidades requeridas nas organizações. Demonstra que o rompimento de tais paradigmas contribuirá para ampliar a visão e as oportunidades de trabalho, da mesma forma que os princípios do empreendedorismo e da inovação, quando aplicados à autoformação, prática esta sugerida para fazer face aos desafios profissionais, na atualidade. Conclui apresentando estudos de casos representativos das teses defendidas. Acesso ao texto completo (PDF)
Publicado
2006-08-01
Seção
Resumos de artigos científicos