A PERCEPÇÃO DA MEMÓRIA ORGANIZACIONAL NO SETOR PÚBLICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

  • Cássio Frederico Moreira Druziani Universidade Federal de Santa Catarina
  • Araci Hack Catapan Universidade Federal de Santa Catarina
Palavras-chave: Memória organizacional, Tecnologia da informação, Sistemas de memória organizacional, Setor público

Resumo

Este artigo objetiva apresentar os resultados de um trabalho de pesquisa que estudou a percepção dos funcionários que trabalham num setor público de tecnologia da informação, localizado no estado do Paraná. Através do método de levantamento de dados, verificou-se a existência de práticas voltadas à formação de uma memória organizacional explícita para a preservação do conhecimento técnico, assim como a ocorrência de práticas de reutilização desse conhecimento na resolução de problemas técnicos no setor. Foi empregado um questionário eletrônico composto por questões fechadas, dicotômicas, escalonadas e com combinações de múltipla escolha e abertas. As respostas foram estudadas por meio quantitativo com uso do cálculo de percentagens nas questões fechadas e análise de conteúdo categorial temática para estudar as questões abertas. O estudo revelou que os processos de memória organizacional não ocorrem de forma efetiva e são acompanhados de visões bastante contraditórias, por parte dos pesquisados. O processo de reutilização da informação ocorre de forma intensa, porém com a informação localizada fora do setor de trabalho. A cultura organizacional do setor deve incentivar o uso efetivo de mecanismos computacionais para promover o processo de instituição da memória organizacional explícita. Em síntese existe a possibilidade de instituir a memória organizacional explícita tecnicista e a reutilização do conhecimento, porém, no momento o processo apresenta-se de forma incipiente.

Biografia do Autor

Cássio Frederico Moreira Druziani, Universidade Federal de Santa Catarina
Doutorando em Engenharia e Gestão do Conhecimento pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC, 2009). Mestrado em Ciências da Computação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFGRS, 2003). Especialista em Análise de Sistemas pela Faculdade Prof. Carlos Pasquale em parceria com o CEFET/SP (1992). Graduado em Processamento de Dados pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP, 1989). Atualmente trabalho como Analista de Informática na Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE) e como professor universitário em IES particulares. Experiência nos cursos de Ciência da Computação, Sistemas de Informação, Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas. Principais disciplinas lecionadas: Linguagens de Programação para Web, Gerência de Projetos em TI, Banco de Dados, Análise e Projetos de Sistemas, Recursos Computacionais.
Araci Hack Catapan, Universidade Federal de Santa Catarina
Possui graduação em Pedagogia pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Palmas (1982), mestrado em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina (1993) e doutorado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (2001). Atualmente é professora associada II da Universidade Federal de Santa Catarina. Tem experiência em todos os níveis de Educação. Atua em pesquisa e ensino, com ênfase nos seguintes temas: Educação a Distancia (EaD), cibercultura, tecnologia, pedagogia digital, formação de professores, tecnologia de comunicação digital e software. Atua nos programas de Pós Graduação da Engenharia e Gestão do Conhecimento e no Programa de pós-graduação em Educação. É consultora para os sistemas UAB/CAPES e e_Tec Brasil. É coordendora do núcleo de pesquisa Cientifica em Educação a Distância CNPq. Coordena os projetos de pesquisa interinstitucionais: Ateliertcd: tessituras de Linguagens: Projeto de pesquisa Currículo Referência para o Sistema e-TEc Brasil. Pesquisadora no projeto de certificação de tecnologias educaionais/SEB/MEC. Faz parte do conselho editorial da revista TRAVESSIAS. Pertence ao comitê cientifico da ABED. Coordenadora da Comissão Própria de Avaliação Instittucional da UFSC de 2004 a 2008. Diretora de Ensino de graduação 2004 a 2006 e diretora de Educação a Distância 2005 a 2008,na UFSC.
Publicado
2012-12-06
Seção
Relatos de Pesquisa | Research Articles