INTELIGÊNCIA COLETIVA E GESTÃO DO CONHECIMENTO: UMA RELAÇÃO DE DEPENDÊNCIA OU MÚTUO REFORÇO?

  • Matheus Padilha Universidade Tecnológica Federal do Paraná
  • Alexandre Reis Graeml Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Resumo

O artigo aborda, por meio de uma revisão sistemática de literatura, o relacionamento existente entre gestão do conhecimento e inteligência coletiva, conforme percebido pelos pesquisadores acadêmicos. Partiu-se de uma primeira triagem de 606 artigos científicos, até se chegar, depois da aplicação de diversos critérios de filtragem, a 24 estudos que tratavam dos dois constructos, simultaneamente, os quais foram profundamente analisados em seu inter-relacionamento. Três abordagens predominantes foram identificadas na forma como os autores tratam a relação de eventual dependência entre os constructos. A abordagem adotada pela maioria dos autores dos artigos analisados ressalta o potencial da inteligência coletiva como ferramenta para melhorar a gestão do conhecimento. Por outro lado, há autores que apresentam a gestão do conhecimento como um meio de se alavancar a inteligência coletiva. E, finalmente, há aqueles que discutem cenários de coexistência entre os dois constructos, com a inteligência coletiva e a gestão do conhecimento ocorrendo de forma independente, mas suportando-se mutuamente.

Biografia do Autor

Matheus Padilha, Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Mestre em Computação Aplicada pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Brasil.
Alexandre Reis Graeml, Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Doutor pela Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas, Brasil. Professor da Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Brasil.
Publicado
2019-08-30
Seção
Relatos de Pesquisa | Research Articles