SOCIOLOGIA DISPOSICIONALISTA E CLASSES SOCIAIS: reflexões sobre desigualdade

  • Ricardo Visser UERJ

Resumo

A principal finalidade do artigo desdobra-se em dois níveis: a) promover uma discussão acerca do elo entre trajetória de classe e socialização, elegendo como foco a maneira pela qual Pierre Bourdieu (1979) e Bernard Lahire (2001a) encaram esta problemática. O primeiro autor busca construir um plano analítico mais abrangente, considerando processos de socialização como sistemáticos. Já Lahire questiona a homogeneidade das disposições inclinando-se para uma sociologia das figurações e dos modos de socialização; b) em seguida será reconstruído o debate sobre o elo entre origem familiar de classe e variações intraindividuais. A importância deste tema repousa na tentativa de evitar que um viés sociológico confira um poder de sobredeterminação analítica à origem social de classe. Aliamos, finalmente, as teses acerca da variação intraindividual à da multidimensionalidade da desigualdade, a fim de questionar o modelo teórico baseado na socialização familiar de classe e no reforço mútuo da dominação simbólica entre os campos. Palavras-chave: Classes sociais. Socialização. Desigualdade. Sociologia disposicionalista.

Biografia do Autor

Ricardo Visser, UERJ
Formado pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) em 2007, obteve seu título de mestre pela Universidade Federal de Juiz de Fora em 2008. Doutor pela Universidade Federal de Juiz de Fora em 2015, participou de estágio Sanduíche na Humboldt Universität zu Berlin, onde atuou em pesquisa recentemente publicada (Reproduktion sozialer Ungleichheit in Deutschland) no Institut für Asien- und Afrikawissenschaften. Trabalhou durante 2015-2016 como gerente de projetos no Instituto de pesquisa econômica aplicada. Atualmente é pesquisador pós-doutor no Programa de Pós-graduação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).
Publicado
2019-11-20
Como Citar
Visser, R. (2019). SOCIOLOGIA DISPOSICIONALISTA E CLASSES SOCIAIS: reflexões sobre desigualdade . REVISTA DE CIÊNCIAS SOCIAIS - POLÍTICA & TRABALHO, 1(50), 43-57. https://doi.org/10.22478/ufpb.1517-5901.2019v1n50.43511
Seção
Nº 50 DOSSIÊ SOCIOLOGIA(S) EM ESCALA INDIVIDUAL