CONSIDERAÇÕES SOBRE AS PRÁTICAS DE CONSUMO DAS CLASSES POPULARES A PARTIR DE UMA SOCIOLOGIA DISPOSICIONALISTA

  • Ana Rodrigues Cavalcanti Alves UFPE

Resumo

Este trabalho visa analisar as práticas de consumo das frações ascensionais das classes populares brasileiras, investigando as condições que possibilitam a alguns membros incorporar novas disposições para o consumo, enquanto outros permanecem com um estilo de vida marcadamente ascético, orientados pelo ethos do trabalho duro. Ancorado numa tradição sociológica que confere grande importância à pesquisa empírica na construção e aperfeiçoamento de conceitos teóricos – a sociologia disposicionalista – e movido por um interesse em aprofundar as análises de caráter quantitativo que apontam uma mudança nos padrões de consumo das classes populares brasileiras, no período recente, este trabalho procedeu a uma pesquisa qualitativa com membros das frações ascensionais das classes populares residentes na periferia do Recife. A análise permite apreender as condições que favorecem a incorporação de novas disposições para o consumo nos meios populares, bem como os ajustes e tensões entre disposições e valores constitutivos de seu ethos de classe, num contexto de mobilidade ascendente. Palavras-chave: Classes Populares. Práticas de consumo. Estilo de vida. Sociologia disposicionalista.

Biografia do Autor

Ana Rodrigues Cavalcanti Alves, UFPE
Possui graduação sanduíche em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Pernambuco e Universidade de Hamburgo/Alemanha (2008), mestrado em Sociologia (2011) e doutorado em Sociologia (2018) pelo PPGS/UFPE. Atuou como pesquisadora do Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (IPEA) na pesquisa “Radiografia do Brasil contemporâneo” e como professora substituta do Departamento de Sociologia da UFPE. Tem experiência na área de Sociologia, com ênfase em teoria social, pensamento social brasileiro e sociologia do consumo. É autora do livro A (des) continuidade da tradição marxista no pós-marxismo de Laclau e Mouffe (2016). Atualmente é pós-doutoranda do Programa de Pós-graduação em Sociologia da UFPE e participa do grupo de pesquisa “A recepção de Bourdieu na sociologia brasileira do final do século XX e começo do século XXI”, coordenado pela Prof.ª Dr.ª Maria Eduarda da Mota Rocha (PPGS/UFPE).
Publicado
2019-11-20
Como Citar
Alves, A. R. C. (2019). CONSIDERAÇÕES SOBRE AS PRÁTICAS DE CONSUMO DAS CLASSES POPULARES A PARTIR DE UMA SOCIOLOGIA DISPOSICIONALISTA. REVISTA DE CIÊNCIAS SOCIAIS - POLÍTICA & TRABALHO, 1(50), 101-119. https://doi.org/10.22478/ufpb.1517-5901.2019v1n50.43666
Seção
Nº 50 DOSSIÊ SOCIOLOGIA(S) EM ESCALA INDIVIDUAL