EXECUTIVOS SOB INTERVENÇÃO: organização e controle do trabalho sob a lógica da financeirização

  • Patrícia Saltorato UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS - UFSCAR
  • Tiago Fonseca Albuquerque Cavalcanti Sigahi UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO - USP
  • Geraldo Tessarini Júnior INSTITUTO FEDERAL DE SÃO PAULO - IFSP

Resumo

O presente artigo explora a organização do trabalho com foco na gestão do desempenho e nos mecanismos de controle em uma credenciadora de cartões de crédito, após sua aquisição por uma grande instituição financeira nacional e a subsequente adoção de uma gestão financeirizada para sua condução. Para tanto, foi realizado um estudo de caso que, por meio de entrevistas, questionários, observação participante e consulta a fontes documentais oficiais, públicas e privadas, da empresa, identificou tanto alterações pragmáticas como outras de natureza simbólica na organização do trabalho da credenciadora. Dentre os resultados, tem-se o fechamento do seu capital na Bovespa; a criação da área Telecontrole-Intervenção; a intensificação do controle e jornada do trabalho; o aumento da flexibilidade e da autonomia do trabalhador; alterações em seus esquemas remuneratórios, dentre outras de natureza simbólica. Considerando, ainda, essas últimas, destaca-se as premissas inscritas na Gestão Baseada em Valor (GBV), como o foco no aumento do Economic Value Added (EVA), um dos indicadores financeiros mais emblemáticos da financeirização da gestão que, no caso estudado, mostrou que a reprodução de práticas ligadas a essa dinâmica contribuiu positivamente para seu incremento na credenciadora, ainda que a distribuição dos resultados financeiros entre os trabalhadores venha diminuindo em prol de sua distribuição entre os acionistas da instituição financeira. Uma das contribuições mais relevantes da pesquisa recai sobre o levantamento de dispositivos que contribuem para uma crescente individualização, competição e precarização do trabalho, experimentada por trabalhadores, agora, ameaçados de entrar em intervenção. Palavras-Chave: Organização do trabalho. Controle. Gestão do desempenho. Financeirização.

Biografia do Autor

Patrícia Saltorato, UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS - UFSCAR
Universidade Federal de São Carlos – UFSCar Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção (PPGEPS – UFSCar/Sorocaba) Áreas: Teoria das Organizações, Organização do Trabalho, Sociologia Econômica Pesquisadora do Núcleo de Sociologia Econômica e das Finanças (NESEFI – UFSCar/São Carlos) (http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/2446834273939833) Líder do Grupo de Estudos e Pesquisas em Inovação e Transferência Tecnológica (GEPITEC – UFSCar/Sorocaba) (http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/6711679030609319) Doutora em Engenharia de Produção – UFSCar/São Carlos (bolsa CNPq - 2005) Mestre em Engenharia de Produção – USP/São Carlos (bolsa Capes - 1998) Bacharel em Engenharia Civil – Unesp/Guaratinguetá (1993)
Tiago Fonseca Albuquerque Cavalcanti Sigahi, UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO - USP
Universidade de São Paulo - USP Universidade Federal de São Carlos – UFSCar Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção (PPGEPS – UFSCar/Sorocaba) Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção (PPPEP – USP/São Paulo) Doutorando em Engenharia de Produção – USP/São Paulo (bolsista Capes) Mestre em Engenharia de Produção – UFSCar/Sorocaba (bolsa Capes - 2017) Bolsista na Universidade de Regina – Canadá (2013-2014) Bacharel em Engenharia de Produção – UFSCar/Sorocaba (2015)
Geraldo Tessarini Júnior, INSTITUTO FEDERAL DE SÃO PAULO - IFSP
Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção (PPGEPS – UFSCar/Sorocaba) Mestrando em Engenharia de Produção – UFSCar/Sorocaba Técnico Administrativo em Educação do Instituto Federal de São Paulo (IFSP)
Publicado
2019-11-20
Como Citar
Saltorato, P., Sigahi, T. F. A. C., & Tessarini Júnior, G. (2019). EXECUTIVOS SOB INTERVENÇÃO: organização e controle do trabalho sob a lógica da financeirização. REVISTA DE CIÊNCIAS SOCIAIS - POLÍTICA & TRABALHO, 1(50), 175-197. https://doi.org/10.22478/ufpb.1517-5901.2019v1n50.47936