ACEPÇÕES DO CONTEMPORÂNEO

o convite à leveza e ao cansaço

Resumo

O presente trabalho expõe os desdobramentos da civilização da leveza, como cunha Gilles Lipovetsky (2016), o tipo atual de projeto civilizatório e suas representações em circuitos midiáticos, articulando especialmente questões referentes à produção, à cultura e ao trabalho. Leveza e liquidez assinalam conjuntamente a precariedade e a insegurança, mas também se contrariam, pois Lipovetsky (2016) e Zygmunt Bauman (2001) parecem divergir sobre a incursão do prazer frente ao trabalho e dos possíveis ganhos civilizatórios desse contexto. Em tempo, a emergência de um capitalismo criativo, transestético estabelece uma economia do leve que dá à cognição e à subjetividade papéis centrais na elaboração de produtos e serviços. Nesta perspectiva, as considerações de Lipovetsky (2016) e Byung-Chul Han (2015) atuam conjuntamente e oferecem uma análise que verifica o caráter esquivo e ambíguo das transformações técnicas atuais, apresentadas tanto nos objetos ultraleves quanto nas implicações de desempenho e de cansaço do trabalho na contemporaneidade. Com enfoque predominantemente teórico, esses aspectos relacionados à leveza e ao cansaço são aqui discutidos tendo como base a obra de Lipovetsky e o olhar para as representações desses fenômenos em espaços midiáticos hegemônicos, como a Veja SP.

Palavras-chave: Civilização da leveza. Cansaço. Trabalho. Lipovetsky.

Biografia do Autor

Francisco Jadson Silva Maia, UFRN

Doutorando pelo Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais e Mestre em Estudos da Mídia, ambos pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Luzia Cristina Lopes Almeida, UFRN

Mestre pelo Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais pela UFRN. Graduada em Comunicação Social com habilitações em Jornalismo e Rádio e TV. 

Lídia Raquel Herculano Maia, UFPB

Professora substituta do Curso de Relações Públicas da UFPB. Doutora em Comunicação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos, com estágio doutoral na Florida State University. Mestre em Estudos da Mídia pelo PPGEM da UFRN.

Alexsandro Galeno, UFRN

Mestre em Ciências Sociais pela UFRN (1996) e doutor em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo/PUC-SP (2002). É professor associado da UFRN, lotado no Departamento de Departamento de Ciências Sociais, com participação em ensino de graduação e pós-graduação, pesquisa e extensão. E-mail: alexgalenno@gmail.com

Publicado
2020-10-08
Como Citar
Maia, F. J. S., Almeida, L. C. L., Herculano Maia, L. R., & Galeno, A. (2020). ACEPÇÕES DO CONTEMPORÂNEO. REVISTA DE CIÊNCIAS SOCIAIS - POLÍTICA & TRABALHO, 1(52), 212-229. https://doi.org/10.22478/ufpb.1517-5901.2020v1n52.50776