EMPREENDEDOR E PRECÁRIO

a carreira “correria” dos trabalhadores da cultura entre sonhos, precariedades e resistências

  • Livia De Tommasi UFABC
  • Gabriel Moreno da Silva

Resumo

Objetivo do texto é propor algumas chaves de leitura a respeito de uma categoria de trabalhadores, jovens produtores culturais moradores das periferias brasileiras que, a nosso ver, representam um segmento paradigmático para compreender as transformações ocorridas, nos últimos decênios, no mundo do trabalho. Através dos instrumentos da observação participante e da história oral focada na trajetória de vida de alguns produtores culturais, procuramos compreender os sentidos que os atores constroem sobre suas práticas. Indo além das leituras dicotômicas, que celebram ou demonizam a difusão do empreendedorismo entre grupos sociais subalternos, nos interessa compreender de que forma o trabalho precário no âmbito da “arte e cultura” pode ser considerado pelos sujeitos como possibilidade de superação das amarras do trabalho dependente e afirmação da vontade de trabalhar mobilizando desejos; misturando trabalho, militância e lazer.

Palavras-chave: Empreendedorismo. Trabalho precário. Produção cultural. Periferias.

Publicado
2020-10-08
Como Citar
De Tommasi, L., & Moreno da Silva, G. (2020). EMPREENDEDOR E PRECÁRIO. REVISTA DE CIÊNCIAS SOCIAIS - POLÍTICA & TRABALHO, 1(52), 196-211. https://doi.org/10.22478/ufpb.1517-5901.2020v1n52.51018