Detentores Do Poder Político E Elites Econômicas: Efeito Sobre A Crise De Representação No Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1678-2593.2020v19n41.49908

Palavras-chave:

Democracia. Poder Político. Elite Econômica. Financiamento Eleitoral.

Resumo

O artigo tem por objetivo analisar as relações entre o poder político e as elites econômicas destinadas a perpetuação no poder e seus efeitos sobre a democracia representativa brasileira. O problema da pesquisa está relacionado em identificar qual o modo utilizado pela classe política, associada a elite econômica, para manter o poder concentrado entre seus agentes. Neste sentido, analisa-se a teoria das elites e o predomínio histórico dos poderes oligárquicos no Brasil. Verifica-se, com os escândalos de corrupção, a interação entre o poder político e as elites econômicas e examina-se como o controle do Estado por estas estruturas impactam na representatividade brasileira. Para tanto, utiliza-se o método hipotético dedutivo com a pesquisa bibliográfica. Conclui-se que a existência de elites econômicas, bem como a corrupção estruturada em suas relações, tem um impacto negativo na democracia representativa. A classe política favorece a elite econômica em contratos públicos e muitos outros incentivos em troca de apoio econômico nas eleições.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Clovis Demarchi, Universidade do Vale do Itajaí - UNIVALI

Doutor em Ciência Jurídica pela Universidade do Vale do Itajaí (2012) (Conceito CAPES 5), Doutorado Sanduíche com a Universidade do Minho, Braga - Portugal com Bolsa CAPES; Título da Tese: Direito e Educação: a regulação da educação superior no contexto transnacional. Mestre em Ciência Jurídica pela Universidade do Vale do Itajaí (1998) (Conceito CAPES 5). Título da Dissertação: Medida liminar em Mandado de Segurança no Direito Educacional. Especialização em Metodologia do Ensino Superior pela Universidade do Vale do Itajaí (1991). Especialização em História da América pela Universidade Federal do Paraná (1989), Graduação em Direito pela Universidade do Vale do Itajaí (1994) Graduação em Filosofia pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras Dom Bosco (1985). É professor titular da Universidade do Vale do Itajaí nos cursos de graduação, especialização e no Programa de Pós-Graduação "Stricto sensu" em Ciência Jurídica. Líder de grupo de Pesquisa em Direito Educacional e Normas Técnicas. Avaliador de Instituições e de Cursos de Ensino Superior - SINAES, através de consultoria ao Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais. INEP/MEC. Membro do Conselho Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Direito - CONPEDI. Membro da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC). Realiza pesquisa na área de Direito Educacional, Direito Constitucional, Principiologia e Políticas Públicas.

Matheus Vequi, Universidade do Vale do Itajaí- UNIVALI

Mestrando do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciência Jurídica da Universidade do Vale do Itajaí (Univali) em regime de dupla-titulação com o Mestrado em Estudios Políticos da Universidad de Caldas (Colômbia). Graduado em Direito pela Univali. Advogado.

Downloads

Publicado

2020-08-07

Como Citar

DEMARCHI, C.; VEQUI, M. J. Detentores Do Poder Político E Elites Econômicas: Efeito Sobre A Crise De Representação No Brasil. Prim Facie, [S. l.], v. 19, n. 41, p. 137–163, 2020. DOI: 10.22478/ufpb.1678-2593.2020v19n41.49908. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/primafacie/article/view/49908. Acesso em: 19 jul. 2024.