A Suscitação De Falsas Memórias Pela Família E A Relativização Da Dignidade Humana: Reflexos Da Crise Ética Contemporânea?

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1678-2593.2022v21n47.62560

Palavras-chave:

Dignidade da Pessoa Humana; Direitos da Personalidade; Ética Pós-Moderna; Fenômeno das Falsas Memórias.

Resumo

O fenômeno das falsas memórias corresponde à recordação de circunstâncias que jamais ocorreram. O organismo familiar, por sua vez, pode valer-se dele para implantar eventos irreais contra o Direito da Personalidade à integridade psíquica de seus membros a fim de exercer controle ou provocar danos. Neste sentido, o propósito da presente pesquisa consiste em averiguar se a crise ética contemporânea contribui para a suscitação de memórias falsas pela família e, consequentemente, para a ofensa do valor máximo do sistema jurídico: a dignidade da pessoa humana. Para tanto, por meio da pesquisa interdisciplinar de natureza básica e de viés qualitativo, utiliza-se o método de abordagem hipotético-dedutivo e da técnica de pesquisa por documentação indireta, por intermédio da pesquisa documental e bibliográfica. Assim, é possível compreender a ruptura ética existente nas relações familiares e, a partir daí, entender o seu papel na sugestão de memórias e na relativização da dignidade humana.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Prof. Dr. Marcus Geandré , Universidade Cesumar

Possui graduação em Direito e em Música pela Universidade Estadual de Maringá (UEM); mestrado e doutorado em Filosofia do Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUCSP). É advogado, membro do Conselho da Subseção Maringá da OABPR. Professor Permanente do Programa de Mestrado e Doutorado em Ciências Jurídicas da Universidade Cesumar (UniCesumar); pesquisador bolsista na modalidade Produtividade em Pesquisa para Doutor do Instituto Cesumar de Ciência, Tecnologia e Inovação (ICETI). Regente titular do Coral UniCesumar e do Cobra Coral de Maringá.

Juliani Bruna Leite Silva, Unicesumar

Mestra em Ciências Jurídicas junto ao Programa de Pós-Graduação (PPGCJ) da Universidade UniCesumar, na linha de pesquisa com enfoque nos Direitos da Personalidade e o seu alcance na contemporaneidade. Pesquisadora do Direito das Famílias e do Fenômeno Interdisciplinar das Falsas Memórias, bem como do Direito na Literatura. Integrante do Grupo de Pesquisa "Proteção Integral da Pessoa: Interações dos Direitos Humanos, dos Direitos Fundamentais e dos Direitos da Personalidade". Pós-Graduada em Direito de Família e Sucessões pela EBRADI. Graduada em Direito pelo Centro Universitário de Maringá (UniCesumar). Colunista do Jornal Noroeste. E-mail: julianibruna@hotmail.com 

Downloads

Publicado

2022-09-12

Como Citar

NAKANO RAMIRO, M. G.; LEITE SILVA, J. B. A Suscitação De Falsas Memórias Pela Família E A Relativização Da Dignidade Humana: Reflexos Da Crise Ética Contemporânea?. Prim Facie, [S. l.], v. 21, n. 47, 2022. DOI: 10.22478/ufpb.1678-2593.2022v21n47.62560. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/primafacie/article/view/62560. Acesso em: 28 maio. 2024.